Mónica, Lisboa, Portugal
Arquivo
Translater
    Translate to:

O meu Simão
Marca Registada!

marca registada
Resposta aos E-Mails
Sábado e Domingo
Ajude os Animais!
Imagens!
Algumas das fotos deste Blog são retiradas da internet, se alguém tiver os direitos de autor, é só me enviar um mail que eu retiro...as minhas podem utilizar se possível com o link para aqui.
Escolhe o dia!
Novembro 2018
STQQSSD
« Out Dez »
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930 
O que ando a ler!!!

Archive for Novembro 13th, 2018

MAMOPLASTIA DE AUMENTO – PRÓS E CONTRAS DE FAZER AUMENTO MAMÁRIO

Terça-feira, Novembro 13th, 2018

PRÓS E CONTRAS DE FAZER UMA MAMOPLASTIA DE AUMENTO

A mamoplastia de aumento é a operação cirúrgica plástica mais popular do mundo, a que recorrem milhares de mulheres todos os anos. Apesar da parte estética ser a mais procurada e, provavelmente, aquela que toda a gente pensa em primeiro lugar quanto se refere um aumento mamário, o que é certo é que os benefícios para a saúde desta operação plástica são igualmente muito importantes.

Afinal de contas, a mamoplastia não serve simplesmente para aumentar o tamanho da mama. Para além disso, permite também aumentar a projecção dos seios e melhorar o equilíbrio do corpo. Isto traz igualmente consequências psicológicas bastante positivas à mulher, nomeadamente a nível da auto-estima e da confiança.

A operação de aumento mamário é ainda bastante importante para casos de reconstrução da mama, nomeadamente após uma mastectomia ou lesão severa. A mastectomia, que consiste na remoção do seio em casos de cancro, é, muito possivelmente, o procedimento cirúrgico mais impactante para a mulher, seja pela pressão social, seja pela simples questão estética. Por isso, uma operação de reconstrução mamária é sempre fundamental após esta operação, melhorando a auto-estima da mulher de forma decisiva.

Apesar de ser um procedimento bastante seguro, a mamoplastia não deixa de ser um procedimento cirúrgico e, como tal, contempla sempre alguns riscos. Por isso, antes de se submeter a uma operação de aumento mamário, há que ponderar de forma razoável e sensata todos os prós e contras associados.

Primeiro que tudo, o mais importante de tudo é consultar ajuda especializada. A opinião de um médico especialista deve ser sempre tida em conta, pois ele é a única pessoa que poderá aconselhar o melhor procedimento e avaliar cada caso, consoante as necessidades e os desejos da paciente. Além disso, poderá esclarecer sobre todos os procedimentos necessários, que resultados poderá esperar e quais as possíveis complicações associadas.

A doutora Luísa Magalhães Ramos é uma das maiores especialistas em cirurgia plástica e em mamoplastia em particular. Procurada por mulheres de vários estratos sociais, incluindo celebridades, a doutora Luísa Magalhães Ramos presta um serviço completo no acompanhamento do paciente, sempre ao melhor preço e com qualidade garantida. Com uma longa experiência na área, é um dos nomes de maior confiança a recorrer no nosso país no que diz respeito ao aumento mamário.

No entanto, em casos de mamoplastia estética, a mulher deve também ter bem presente que essa é uma decisão que deve partir de si própria. Ou seja, uma mulher não deve proceder a um aumento mamário para agradar a terceiros, mas sim a si mesma. Por isso, é igualmente válido que, antes de tomar a decisão, que converse e discuta com a sua família e amigos sobre o assunto.

A mamoplastia não deve ser feita antes dos 22 anos. Isto porque o corpo em geral e as mamas em particular ainda estão em desenvolvimento até essa idade. Além disso, há que ter noção dos riscos. Há sempre a possibilidade de infecções, que podem levar à necessidade de remover os implantes mamários colocados. Ou mesmo o risco de perda de sensibilidade na área do peito ou do mamilo. Se bem que isso acontece durante o período de recuperação, também estão documentados casos em que esse foi um efeito secundário permanente. Contudo, a tecnologia tem evoluído bastante nos últimos anos e este procedimento cirúrgico beneficiou bastante disso, tornando-se cada vez mais seguro e com menos riscos associados.

O procedimento cirúrgico é bastante simples e rápido. Esta visa o aumento ou a alteração do volume e da forma da mama, através da aplicação de implante de silicone. Também existe o processo oposto, o da operação de redução mamária que, como o nome indica, serve para diminuir o tamanho do seio através da retirada do tecido mamário. Dependendo da técnica aplicada, a operação dura entre 2 a 4 horas. A incisão pode ser feita em diferentes locais, nomeadamente na axila, no mamilo ou sob o seio.

A operação é feita com recurso a anestesia local e o pós-ambulatório é bastante rápido, se bem que depende sempre de mulher para mulher e do seu organismo. Ao fim de sete dias, esta pode retomar a sua rotina habitual, se bem que as actividades físicas e desportivas só devem voltar a ser praticadas ao fim de um mês. Durante esse período é normal que possa sentir alguma dor ou um certo sentimento de desconforto.

A cicatrização da mamoplastia deve ser acompanhada pelo médico especialista, para garantir que não surgem complicações, nomeadamente inflamações. Além disso, esse acompanhamento permite verificar também o ajuste dos implantes e o desenvolvimento da zona intervencionada, no que diz respeito a hematomas, marcas na pele ou inchaços. Os pontos são retirados depois de duas semanas.

Cerca de 30 dias após a intervenção, os resultados podem finalmente ser apreciados. E os seus benefícios são vários. Permite combater os seios caídos ou murchos, o que pode acontecer após o parto, a amamentação ou, simplesmente, com o avanço da idade; possibilita corrigir casos de assimetria dos seios, em que uma mama é significativamente maior do que a outra; e permite contrabalançar desequilíbrios entre o tamanho das mamas e o do corpo. De tudo isto advém os consequentes benefícios psicológicos para a mulher, nomeadamente no aumento dos níveis de confiança e auto-estima, assim como a melhoria da vida sexual.

Para terminar, referência rápida ainda a um dos mitos mais comuns associados ao aumento mamário: o de que o silicone aumenta a possibilidade de desenvolver cancro. Não existe qualquer evidência médica nesse sentido. Todos os estudos realizados claramente que não existe qualquer associação entre os implantes de silicone e um possível cancro de mama. Contudo, é sempre aconselhado que, ao efectuar uma mamografia, indique que tem próteses de silicones se for esse o caso.

Related Posts with Thumbnails
Pesquisa
Agenda – Livro

Livro-Agenda

À venda a partir do dia 18/11/2015Comprar livro
O Meu Livro

Livro à venda nas livrarias, papelarias, nos hipermercados e CTT

Veja o video

Facebook

Canal no You Tube

Instagram

Pinterest

Twitter

Dica da Semana

Dica da Semana

Semnalmente:

- Faça Menus da Semana. Vai ver que poupa imenso na despesa do supermercado.


A Dona de Casa Perfeita - 2008/2016 - Alojado por tetoOnline