A minha vida mudou muito nos últimos 6 anos. Posso até garantir que sou uma pessoa totalmente diferente.

Caí, levantei-me, caí outra vez, levantei-me mais uma vez, sorri, chorei, desesperei, e mudei totalmente o meu pensamento.

Deixei de me contentar com o que tenho, com a vida que tenho. Quero mais, quero melhor, quero ser feliz. E luto por isso. Não me queixo e depois não faço nada para mudar. Acredito que nós criamos o nosso próprio destino. Cometemos erros mas só nós é que podemos corrigir esses mesmos erros.

A foto em cima foi tirada há duas semanas. Parecia bonito o meu cabelo, não parecia?

Não, não estava bonito. Eu não gostava dele como estava. Não sabia o que fazer com ele.

Estava muito seco, a precisar de retocar as raízes, estava sem vida.

Depois tirei esta foto no elevador com a minha colega de trabalho e fiquei em estado de choque 🙂

A luz no elevador não é boa, mas esta imagem ficou gravada na minha mente como um pesadelo (estou a brincar).

E neste fim-de-semana decidi alterar aquilo que eu não gostava.

E voltei à minha cor natural.

Bastou um bocado de tinta para mudar totalmente o meu humor. Levantou e muito a minha auto-estima.

Este post não é só para mostrar o meu novo look 🙂 serve para responder a pessoas como a Marta, que me enviou um email muito emotivo, onde desabafa sobre o que não gosta, tanto na sua vida pessoal como na sua vida profissional.

Não gosta do que vê ao espelho, não gosta do sitio onde trabalha, não gosta do sitio onde vive.

A minha primeira pergunta foi:

“O que fizeste para mudar?”

“Nada!” respondeu ela.

Pois Marta. Assim é difícil.

Dias depois recebi outro email da Marta.

Mudou de visual, começou a enviar cv´s para mudar de emprego e começou a fazer voluntariado. Está muito mais feliz. Apenas porque se mexeu. E vai conseguir muito mais. Porque não fica quieta à espera que lhe batam à porta.

Obrigada Marta. Vai dando noticias. Não desistas de ti.

Related Posts with Thumbnails