A nossa casa deve ser o nosso reflexo, um espaço vivido, onde nos sintamos confortáveis e em paz.

É para isso, necessário que esteja relativamente limpa e arrumada.

Espaços minimalistas, são o segredo para uma limpeza rápida e eficaz.

A organização do espaço, é também de extrema importância, para que a arrumação se torne fluída, principalmente nos quartos de criança, onde cada coisa deve ter o seu lugar.

Desta forma, podem arrumar o próprio quarto com naturalidade e independência.

Ao definir uma zona de trabalho, devemos ter em conta a luminosidade natural. Um espaço luminoso é sempre caloroso e convidativo. É fundamental, uma secretária com um tamanho adequado às nossas necessidades, uma cadeira confortável, material de escrita, um candeeiro e o computador. Tudo o resto é supérfluo e deve estar arrumado num local adequado.

É, no entanto, sempre importante adicionar algo que nos defina. São esses pequenos detalhes, que trazem “calor” ao espaço e que nos fazem sentir esse espaço como nosso.

Uma planta, para dar cor, uma gravura ou um quadro de recados e livros, são sempre boas opções.

É também importante aproveitar o que já temos e fazer com que resulte. Misturar materiais e reutilizar, são não só, uma forma de poupar dinheiro, mas também uma forma de dar carácter a um espaço.

Por fim, é essencial referir que as nossas casas não são museus. São para ser vividas e estão em constante mutação, tanto quanto mudam os nossos gostos e necessidades.

Por vezes estão um caos, principalmente o quarto dos nossos filhos, e isso também faz parte. Há que aprender a relativizar… e ser feliz!

A Vanessa também escreve aqui. Num sitio só seu.

Visitem Um Sonho só Meu

Related Posts with Thumbnails