Search here...
TOP
Coisas Minhas

As administrativas estão sentadas o dia todo!

fotografia3

Pois, esta é uma afirmação que oiço muito. Inclusive do meu pai que no outro dia disse-me que eu estava o dia todo sentada e por isso não podia estar cansada.

Fiquei revoltada, já que trabalho muito e ando km durante as 7 horas de trabalho.

E para provar a essas pessoas que têm esse pensamento estúpido (desculpa pai) eu amanhã vou fazer uma experiência.

Vou levar o meu pedómetro e vou contabilizar os passos que dou durante um dia de trabalho.

Porque as administrativas trabalham sim. Muitas estão realmente sentadas o dia todo mas psicologicamente é desgastante.

Por isso amanhã vou andar com o meu bichinho e depois partilho o resultado aqui no site 🙂

Related Posts with Thumbnails

«

»

9 COMMENTS

  • Cláudia

    Infelizmente eu estou mesmo muito tempo sentada. as custa igualmente e cansa também.
    Também odeio essa mentalidade.

    Beijocas

  • Liliana Marques

    Bom dia.
    Sempre trabalhei ligada a escritórios e sempre ouvi idiotices destas. Como podemos estar cansadas se estivemos o dia todo sentadas?
    Mas estar sentada cansa, dá dores horríveis..
    Enfim…
    Beijinhos e festinhas ao Simão.
    Liliana Marques

  • Sofia Marques

    Passo pelo mesmo. As pessoas pensam que cansaço é só físico mas o cansaço psicológico é bem desgastante…

  • cristina ferreira

    Tb sou administrativa e passo mais de metade tempo sentada, mas não é o dia todo.
    O desgaste e cansaço psicológico de quem passa o dia inteiro frente ao computador, a lidar com entradas/saídas de mercadorias e faturação é bem maior que o cansaço físico de quem passa o dia de pé!
    Força Mónica não estás sozinha 😉

  • Pois é, isso também já ouvi muito. Se passar um dia inteiro a bordar um trabalho, não dou pelas horas passar mas chego ao final do dia cheia de dores e cansada. Mais cansada do que quando tenho trabalhos fisicos. É maus ouvir isso, os outros querem desvalorizar o nosso trabalho fazendo querer que nós não trabalhamos

  • Joana Sousa

    Já tive um pedómetro e não era muito rigoroso. Se fosse a andar normal, ele era mais ou menos fiável. Mas subir e descer escadas, ou levantar e sentar, acabava por contar mais passos do que tinham sido realmente. Por exemplo, eu tinha umas 20 escadas no prédio. Sabia que tinha dado 20 passos, mas olhava para o pedómetro e tinha muitos mais. Pode ser que o teu pedómetro seja melhor do que o que eu tinha na altura! Boa sorte! 🙂

  • Maria Gabriela

    Isso é conversa de gentalha que despreza ou inveja os outros. Tem toda a razão em chamar estúpida à ideia de seu pai! E depois admiramo-nos de este pais nao ir para a frente, com gente que acha que trabalho é acartar com coisas ou andar feito barata tonta de um lado para o outro. Alguns dos trabalhos mais frutíferos e com um melhor impacto na vida das pessoas são feitos por pessoas sentadas.

  • Rute

    Não sou administrativa mas já fui. O grande problema é que há o "habito"(péssimo diga-se de passagem) de desvalorizar o trabalho dos outros. Actualmente sou auxiliar de acção educativa e também "não faço nada dias inteiros". Gostava de perguntar quem faz o milagre de limpar as salas dos meninos e as sanitas todas sujas, os leva a almoçar, quem evita brigas, e atura pais que são 1000x piores que os filhos…. Todos os trabalhos tem o seu senão. Mas todos são fundamentais… Força Monica e como diria a minha avó "conversas de burro não chegam ao céu". Em relação ao pai… acho que é conversa de pai a picar com a filha 😉

  • Joana Sousa

    Sou professora e irrito-me muitas vezes com os pais (dos meus meninos e de outras turmas) que vão ensinar os professores a dar aulas, a dizer o que devem ou não devem fazer, como e quando devem ensinar. Ora eu não vou aos empregos/trabalhos deles ensiná-los a fazer o seu trabalho! Qual o motivo para toda a gente achar que pode vir opinar no que o professor faz ou deixa de fazer?
    Concordo com o que já foi dito, da desvalorização das profissões. Era bom que toda a gente pudesse experimentar uma semana a fazer outra profissão. De certeza que passaria a vê-la de outra forma!
    Em termos de críticas, creio que ser árbitro, político ou polícia é pior. Aí é que as pessoas estão habituadas a criticar tudo o que os árbitros, políticos ou polícias fazem.

Responder a Rute Cancelar resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *