As primeiras dicas que partilhei são as mais importantes.

Foi assim que tudo começou e ao reler estas dicas, vejo que ajudou-me imenso na organização da minha vida e na poupança, especialmente nesta parcela do orçamento doméstico. Compras de Supermercado.

Por isso são sempre úteis e devem ser aplicadas em qualquer altura. Fiz uma atualização, porque a minha vida, entretanto mudou.

Dicas para poupar nas suas compras no supermercado…

Estas dicas não são originais, fui recolhendo informações em tudo o que pude deitar a mão, porque para poupar estou sempre pronta a aprender. E agora aplico no meu dia-a-dia e funcionam!

Escolha as que se adaptam à sua vida e boas compras (sem excessos claro).

1 – Faça menus semanais – Eu perco cerca de meia hora ou menos (depende da imaginação), por semana a planear as minhas refeições. Eu vejo todos os panfletos que colocam na minha caixa do correio, vou aos sites dos supermercados (minipreço, lidl, continente, jumbo), e faço os menus consoante o que está em promoção nessa semana.
Vejo também se já tenho alguns dos ingredientes no frigorifico e na despensa, compro só o que necessito para essa semana.

Não me esqueço de incluir uma refeição se sobras.

2 – Faça uma lista de compras e confira mais do que uma vez – Eu tomo nota de todos os ingredientes dos meus menus semanais, vejo o que tenho e coloco na lista (podem fazer o download da lista de compras aqui no site).

3 – Não faça compras com fome – Eu geralmente vou no sábado de manhã, tomo um bom pequeno almoço antes.

Se você o fizer com fome, com certeza que acabará por comprar algumas coisas desnecessárias que só vão encarecer a sua conta e possivelmente a faz ganhar algumas calorias extra.

4 – Faça um orçamento – Eu sei exatamente o valor que disponho para a comida. Claro que não é uma ciência exata, mas tento sempre não fugir do valor a gastar.

5 – Faça uma lista e coloque à vista (na porta do frigorifico), assim quando falta alguma coisa toma logo nota e veja se dá para evitar as idas ao super durante a semana. O segredo é ir só uma vez por semana e com a prática e o tempo, tente fazer os menus para ir de 2 em 2 semanas. O problema das pessoas em geral é comprarem por impulso.

6 – Faça um inventário da sua despensa – Anote tudo o que tem na despensa (cole na parte de dentro da mesma), e assim é mais fácil fazer os menus, vê o que já tem e evita comprar a mais.

7 – Compre em quantidade, se assim se justificar – Assegure-se, no entanto, que vai utilizar os produtos que comprou antes que acabe o prazo de validade porque se não utilizar, não anda a poupar, anda a mandar dinheiro para o lixo.

8 – Confira os recibos e tome nota dos preços – Eu faço uma folha de calculo no excel em que tomo nota dos preços que estão a ser praticados nos supermercados em que faço as compras, porque assim sei que o produto x é mais barato ali e vou lá comprar.

Isto de andar de um lado para outro, também tem o que se lhe diga, mas eu tenho a sorte de morar num sitio em que tenho tudo à porta.

Convém ver se compensa o que gasta na gasolina.

9 – Compre vegetais congelados – É certo que os frescos são mais saborosos, mas os congelados também são ótimos e duram mais tempo. Eu costumo comprar couves de bruxelas, ervilhas, milho, brócolos e cenouras baby e duram que se fartam.

10 – Leve o almoço para o emprego – Muitos escritórios ou fábricas têm micro-ondas e podem muito bem comer sentados na secretária ou em alguma mesa disponível.

As sobras são fantásticas para isso, ou então façam como eu, muitas vezes cozinho um pouco a mais de carne ao jantar e se faço com batatas, levo no dia a seguir a mesma carne com arroz.

11 – Cozinhe em quantidade e congele – Eu chego a cozinhar num domingo de manhã 3 ou 4 refeições e congelo. Assim quando chego cansada durante a semana, é só aquecer, sabe mesmo bem não passar uma hora na cozinha a preparar o jantar.

12 – Use produtos de marca branca – Eu sou fã. Cada vez mais o meu frigorifico e a minha despensa estão recheados de produtos de marca branca, ainda não consegui descobrir a diferença de alguns produtos (sem ser no preço, claro).

13 – Não compre refeições preparadas – Isso de pôr a lasanha no micro-ondas ou forno durante 10 min e já está…para mim já passou. Para além dos corantes e conservantes que esses produtos têm, o preço até assusta.

14 – Não deite comida fora – Eu faço assim…aproveito tudo…se as cenouras estão a ficar moles, aproveito para fazer sopa, metade de uma cebola que sobrou do refogado, congelo o que sobra, dá para a próxima refeição. Comprei uma lata de rebentos de soja, como só gastei metade, pensei logo numa refeição para uns dias depois para não o mandar fora.

Quantas vezes não mandamos fora coisas que ficam intragáveis depois de uns dias no frigorífico, principalmente se a lata fica aberta?

Tentem gastar antes de estragar.

15 – Use os cartões e talões de desconto – Eu uso e abuso de todos os descontos que tenho. Não compro por comprar, só compro aquilo que me convém para os meus menus semanais, aliás muitas vezes faço os meus menus em função do que tenho desconto.

16 – Leve os sacos – Em todos os supermercados os sacos já não são gratuitos (se tiver errada corrijam-me por favor).

Boas compras!

Related Posts with Thumbnails