Mónica, Lisboa, Portugal
Arquivo
Translater
    Translate to:

O meu Simão
Marca Registada!

marca registada
Resposta aos E-Mails
Sábado e Domingo
Ajude os Animais!
Imagens!
Algumas das fotos deste Blog são retiradas da internet, se alguém tiver os direitos de autor, é só me enviar um mail que eu retiro...as minhas podem utilizar se possível com o link para aqui.
Escolhe o dia!
Outubro 2017
STQQSSD
« Set  
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031 
O que ando a ler!!!

Archive for the ‘Rubrica’ Category

A Rubrica da Vanessa – Inspiração outonal!

Segunda-feira, Outubro 16th, 2017

Imagem

Hoje trago inspiração outonal para as nossas salas.

Cores quentes, texturas, tecidos felpudos, almofadas, tapetes e mantas quentinhas são várias formas de trazer esta estação para dentro de casa.

Em ambientes mais claros e minimalistas, use as texturas para trazer conforto para o lar.

Se gosta de cor, use e abuse das cores quentes, nesta época.

Crie uma paleta de tons do seu agrado e misture estilos, texturas e padrões.

Para um ambiente mais acolhedor, utilize lâmpadas com uma luz amarelada.

Madeiras, móveis escuros e cobres são também formas de aconchegar esta divisão.

Coloque mãos à obra e com pequenos apontamentos, transforme esta divisão num oásis caloroso e convidativo.

Imagem

Imagem

Imagem

Imagem

Imagem

Imagem

Imagem

Imagem

Imagem

A Vanessa também escreve aqui. Num sitio só seu.

Visitem Um Sonho só Meu

Lima Limão Consultoria de Imagem!

Segunda-feira, Outubro 16th, 2017

Mais uma rubrica da Lima Limão – Consultoria de Imagem com o tema:

Como avaliar a qualidade das peças de roupa

Na hora de comprar novas peças de roupa, o requisito mais importante a ter em consideração é a qualidade. Para tal, é importante saber reconhecer uma peça de qualidade quando nos deparamos com ela. É importante ser capaz de ver a diferença entre a peça de boa durabilidade e bem fabricada e uma peça que parece muito bonita na prateleira e que sabe que não durará mais que uma estação. Para tal, deve saber:

1 – O que distingue uma peça de boa qualidade de uma peça de má qualidade.

2 – Como reconhecer essas diferenças na hora de comprar.

Ora, o que é a qualidade?

Quando se fala em qualidade de peças de roupa rapidamente se associa ao facto desta durar várias estações em bom estado de conservação. Falamos de peças que podemos usar tranquilamente sem a preocupação que se vão danificar à primeira utilização. Falamos de peças que mantêm a sua forma durante um bom período de tempo. Falamos de peças que assentam na perfeição e não nos restringem os movimentos. Falamos de peças que mantêm a mesma cor após várias lavagens. Falamos de peças que demonstrem ser de boa qualidade através dos seus acabamentos: o toque do tecido; o forro da peça; o pormenor das costuras e os pequenos detalhes que as tornam diferentes e originais.

O que distingue uma peça de boa qualidade de uma peça de má qualidade é o esforço que certas marcas fazem para se certificarem que uma peça demonstre ter qualidade depois de fabricada bem como após várias utilizações e lavagens e que se mantém confortável de usar e a assentar na perfeição. Este esforço custa tempo e dinheiro, como é óbvio. Daí ser tão fácil e comum encontrar peças que são muito bonitas na prateleira mas em pouco tempo deixam de estar em condições de serem utilizadas. Isto porque, a fim de minimizar os custos, muitas marcas optam por se focar na criação de peças que apenas ficam bem na prateleira em vez de apostar na qualidade.  É o que traz lucro, sejamos sinceros. Na hora de comprar, a decisão recai muitas vezes na aparência da peça. Muito poucos compradores investem tempo em avaliar a qualidade (ou falta dela!) da peça de roupa.

É importante ter em consideração que, muitas vezes, a qualidade e o preço da peça não estão relacionados. Há artigos mais fáceis de fabricar que outras, o que torna bastante viável a possibilidade de encontrar peças de boa qualidade a um preço baixo. Em contrapartida, só porque uma peça é cara não significa que é de boa qualidade.

Então, como saber se determinada peça tem qualidade?

Primeiro que tudo, é fundamental ver a peça ao vivo. Pode, como é óbvio, espreitar algumas imagens online para perceber se esta lhe desperta qualquer tipo de interesse, mas para determinar a qualidade da peça, só poderá fazer presencialmente através do toque e a devida experimentação.

O primeiro passo é estabelecer prioridades. Nomeadamente descortinar quais são as peças que, para si, devem ter uma boa qualidade e durar mais tempo. Basicamente deve decidir em que peças vai investir mais tempo e dinheiro. A característica mais importante de uma peça de roupa é o material de que é feito. Por muito bons que sejam os detalhes, se o material não for bom, a peça não acrescentará valor ao seu guarda-roupa. Ao avaliar o material da peça é importante ter em consideração a qualidade do material em si e se este é o material mais apropriado para aquela peça em particular. É importante salientar que não existem materiais bons e materiais maus. Todos têm pontos positivos e menos positivos. O segredo está em saber quais são para que a decisão seja o mais consciente possível.

Texto: Lima Limão Consultoria de Imagem

Imagem: Pinterest

Rubrica: Os medos da miúda lá de casa por Sara Passo!

Sexta-feira, Outubro 13th, 2017

A minha filha mais velha tem um colega na escola que lhe mete medo, a ela e aos colegas.

O menino, de acordo com a escola, joga muitos jogos de computador (a minha filha também), vê muita televisão (a minha filha também),  mas pelos vistos aquilo a que tem acesso não é filtrado, portanto os jogos são de armas e guerras, os filmes são violentos e ele gosta de ameaçar que mata toda a gente e tem muitas vezes este tipo de discurso.

Já toda a gente sabe disto, ela também, mas ontem deve ter ficado mais perturbada e à noite chorou, com medo de morrer…

Eu nem sei o que lhe diga, tentei explicar que o menino deve precisar de mimos, de atenção, para tentarem todos falar com ele e explicar, que se matar toda a gente, não tem com quem brincar.

Mas ela estava com medo, ele já repetiu o discurso tantas vezes que aquilo deve estar a entranhar.

Para tentar acalmar aquela menina que chorava, tentei que ela pagasse a maldade dos comentários com amor, porque acho que é com amor que se resolvem os problemas, mas o meu coração de mãe fica preocupado.

Tentei convencê-la, e a mim, que cão que ladra não morde, e que o caso é mesmo falta de carinhos e disponibilidade emocional por parte de quem não está a conseguir lidar com os problemas, ela lá adormeceu mais calma, mas eu fiquei a matutar nisto e agora tenho mesmo que me convencer de alguma maneira que nem toda a gente educa os filhos da mesma maneira, e rezar para que as pessoas com que a minha filha se encontrar ao longo da vida, partilhem os mesmos valores que ela para que eu me sinta e mais importante, para que ela se sinta segura.

A Rubrica da Vanessa – Destralhar!

Segunda-feira, Outubro 9th, 2017

Persiste a ideia de que uma casa cheia traz uma sensação de aconchego e calor, que uma casa mais vazia dificilmente oferece e os meses mais frios provocam, por norma, uma tendência acumuladora. Vivemos mais o nosso lar e isso implica que de algum modo, procuremos colmatar as “falhas” que nele existem.

Sempre que se ouve a palavra destralhar, pensamos automaticamente em minimalismo e divisões vazias. É no entanto, muito mais abrangente do que isso.

Destralhar é um ato libertador.

Sempre que destralhamos, procuramos uma leveza que de alguma forma não existe. E leveza pode ser sinonimo de conforto, ainda que pareçam opostos.

Minimizar o ruído, deixar apenas o que realmente importa, o que valorizamos e amamos, é o segredo para um lar feliz.

Uma casa leve, arejada e fácil de arrumar e limpar, é a casa ideal.

Devagarinho, liberte-se de tudo o que não acrescenta.

Roupa que não se usa, livros, filmes e música de que não se gosta. Objetos que sejam apenas objetos, fotografias, quadros, loiça e móveis que não lhe dizem nada.

Doe e venda o que já não utiliza, deite fora e recicle o que não serve para vender.

Compre apenas aquilo que faz realmente falta. Encha a casa de espaço, de vazio aconchegante e liberte-se daquilo que o prende.

Um lar deve conter apenas amor. Tudo o resto, é desnecessário.

A Vanessa também escreve aqui. Num sitio só seu.

Visitem Um Sonho só Meu

Receita: Courgete Recheada com Carne Picada, Tomate e Queijo!

Segunda-feira, Outubro 9th, 2017

Hoje a  Mary Soliani do blog “O Meu Refúgio Culinário” traz-nos uma receita de courgete recheada. Sou fã de courgete na sopa, mas vou tentar comer assim recheada que deve de ser uma delicia.

Ingredientes:

3 a 4 Courgetes Médias

2 Bifes Picados na Picadora ou outro Robot de Cozinha

Meia Cebola

2 Tomates Pequenos

Queijo ralado

Óleo

Sal q.b.

Alho Moído

Salsa Picada

Preparação:

Começar por lavar as courgetes, partir ao meio e retirar o “miolo da courgete” ficando apenas com a casca (não deitar a casca fora).

Entretanto ligar o forno a 180º.

Colocar um tacho ou uma sertã ao lume, com a cebola picada e um bocadinho de óleo. Assim que a cebola começar a estalar colocar a carne moída (neste caso os bifes picados).

Deixar a refogar um bocadinho e assim que a carne ficar totalmente cozida, acrescentar os tomates partidos aos bocadinhos e o miolo da courgete.

Mexer bem e deixar cozinhar mais um pouco. Temperar, com sal, salsa e alho.

Desligar o fogão e reservar.

Numa assadeira ou pirex, colocar as cascas da courgete e rechear com o preparado anterior. Colocar o queijo por cima de cada courgete.

Levar ao forno, pré-aquecido, até o queijo derreter. São +/- uns 15 minutos.

Bom apetite!

Também podem encontrar a Mary no Facebook e também no Instagram

O Meu Refúgio Culinário – Cheesecake de Maracujá!

Terça-feira, Outubro 3rd, 2017

 

Hoje a  Mary Soliani do blog “O Meu Refúgio Culinário” traz-nos uma sobremesa. E pelo aspecto, deve ser uma delicia.

Ingredientes:

1 Pacote de Bolacha Maria + Vaqueiro Líquida (para a base)

1 Pacote de Natas

1 Embalagem de Queijo de Barrar (pode ser Filadélfia ou marca branca)

1 Lata de Leite Condensado

5 Folhas de Gelatina

1 Iogurte de Maracujá

Compota de Maracujá

Preparação:

Colocar a bolacha na picadora e picar todo o pacote.

Depois colocar a bolacha moída numa bacia e adicionar um bocadinho vaqueiro líquida. Mexer bem.

Colocar esta base, numa forma de aro amovível e reservar.

Na batedeira, bater as natas (batidas até obter o ponto de chantilly).

Acrescentar o leite condensado, o queijo, o iogurte e mexer sempre. Numa malga deitar um bocadinho de água a ferver e colocar as folhas de gelatina a demolhar.

Mexer bem e adicionar ao preparado anterior.

Continuar a bater bem durante uns 3 a 4 minutos e adicionar uma colher de compota de maracujá.

Deitar este preparado na forma, por cima da bolacha.

Levar ao frigorífico, umas horas (eu fiz no dia anterior, para servir no dia seguinte ao almoço).

Antes de servir colocar por cima a compota de maracujá.

Bom apetite!

Também podem encontrar a Mary no Facebook e também no Instagram

A Rubrica da Vanessa – Chegou o outono!

Segunda-feira, Outubro 2nd, 2017

Chegou o outono, e embora os dias continuem quentes e solarengos, as noites frescas já convidam ao conforto.

As casas vestem-se de tons quentes e mantas fofinhas. As luzes cedo se acendem e as velas perfumam o ar.

As romãs e diospiros decoram as nossas cozinhas e os chás aquecem as mãos.

O outono pede calma, paz e ambientes acolhedores. Pede ruas a cheirar a castanhas assadas e comida de forno. Pede bolachinhas quentes e momentos reconfortantes em família.

E porque alterar um ambiente não requer grandes gastos, trago neste início de outubro, várias opções para que se possam inspirar.

Troquem objetos de lugar, mudem as capas de almofadas e tragam as mantas para o sofá.

Invistam em algo que adorem, acendam as velas, abracem os vossos e aqueçam bem esses corações.

1 – Zara Home

2 – CASA

3 – Zara Home 

4 – Zara Home   

5 – Ikea   

6 – CASA

1 – CASA

2 – La Redoute

3 – Catita Illustrations

4 – Zara Home

5 – Create to be happy

6 – CASA

 

 

1 – CASA

2 – Clementin Atelier

3 – H&M

4 – La Redoute

5 – La Redoute

6 – Ikea

A Vanessa também escreve aqui. Num sitio só seu.

Visitem Um Sonho só Meu

Rubrica: Regresso às aulas por Sara Passo!

Sexta-feira, Setembro 29th, 2017

O regresso às aulas este ano foi tranquilo.

A filha mais velha já está habituada, a escola é a mesma e os amigos já estavam à espera para se rever. Em relação ao material escolar, por incrível que pareça, acabámos por comprar a grande parte quando estivemos de férias na Holanda. Sim, fizemos as contas a cadernos, dossiers, canetas e optámos por comprar a maioria das coisas lá, pois saía muito mais barato.

Demos-lhe o miminho dos lápis de cor e carvão serem personalizados na Nomini e como todos os anos, as etiquetas para marcar material, livros e roupa foram encomendadas à Tiketa, porque eu adoro o facto daquilo ficar colado até ao fim do ano, até os tupperwares com as lavagens, não descolam!!

Mas material à parte, com o regresso às aulas, vieram os piolhos, este ano nem foi preciso esperar muito, na primeira semana já andava a criança a coçar a cabeça e quando fui a ver já estava eu e ela com aquilo.

Vou ser sincera, não tenho mesmo pachorra para piolhos, por o produto, andar com pente metálico, catar lêndeas, por a roupa de cama a lavar toda, até já me estão a dar as comichões.

O que me vale é que a bebé escapou e o pai é careca, portanto foram só as cabeludas lá de casa a ter que fazer o tratamento duas vezes, sim, duas, que os gajos não saíram à primeira e passado uma semana ainda haviam lêndeas na miúda.

Dizem que por perfume no cabelo ajuda a prevenir e confesso que no inicio do ano me desleixei com isso, mas agora não falha.

O Meu Refúgio Culinário – Quiche de Cogumelos, Queijo, Fiambre, Azeitonas e Ervilhas,…..!

Terça-feira, Setembro 26th, 2017

Hoje a  Mary Soliani do blog “O Meu Refúgio Culinário” traz-nos uma receita que dá para aproveitar o que tiver no frigorífico, já que desperdiçar é palavra proibida..

Estou desejosa para experimentar 🙂

Ingredientes:

1 Embalagem de Massa Folhada
1 Copo de Leite
3 Ovos
2 Fatias de Fiambre
2 Queijinhos ” A Vaca que Ri”
1 Lata de Cogumelos das Pequenas
1 Pitada de Sal
1 Lata das Pequenas de Azeitonas
Ervilha q.b. (já cozidas)

Preparação:

Estender a massa folhada, colocar os cogumelos, azeitonas, as fatias de fiambre, cortado aos bocadinhos, o queijo também aos bocadinhos e as ervilhas, previamente cozidas.

Deitar o leite, com os ovos batidos e o sal num copo e mexer bem.

Colocar por cima de todos os ingredientes.

Se quiser pode colocar um bocadinho de maionese e ketchup por cima para dar mais sabor.

Levar ao forno a 180º, previamente aquecido, até ficar douradinha e a seu gosto.

Bom apetite!

A Rubrica da Vanessa – Amor e Serenidade!

Segunda-feira, Setembro 25th, 2017

Quando falamos do regresso às aulas, devemos também ter em conta o quarto dos nossos filhos. E embora já aqui tenha falado neste tema, nesta época, faz todo o sentido recordar alguns pontos chave.

Sempre que decoramos, depositamos muito de nós.

Nos seus quartos, procuramos que cada canto seja especial e que transmita serenidade e conforto.

Colocamos todo o nosso amor e carinho neste espaço, transformando-o num pequeno (ou grande) refúgio.

Nesta altura, a secretária deixa de ser apenas um espaço dedicado às artes, para se transformar num local de trabalho e é por isso importante, que seja um local o mais simples possível.

Porque as crianças se distraem com facilidade, um espaço minimalista é o ideal. Uma cadeira confortável e funcional, um candeeiro com uma boa luminosidade e material de escrita são itens imprescindíveis. Tudo o resto deve ficar arrumado e longe da vista.

Poderá também criar uma zona personalizada, que inclua alguns dos objetos preferidos dos seus filhos, como quadros, desenhos, livros… e plantas. As plantas não só alegram os espaços, como têm o poder de irradiar boas energias e purificar o ar.

Aproveite a luminosidade natural do quarto e posicione a secretária de forma a garantir que receba luz direta.

Destralhe. Para que tenham o máximo de espaço para brincar, opte por utilizar pouco mobiliário nesta divisão. Deite fora tudo o que está estragado. Recicle os papeis que não deseja guardar. Deixe que os seus filhos façam uma seleção e guarde apenas os desenhos/textos/trabalhos mais especiais. Venda ou doe tudo o que já não utilizam.

Insista na organização. Ensine-os a arrumar depois de brincar. Utilize cestos, caixas e baús e crie um método de organização que seja simples e intuitivo.

Não se esqueça que, um quarto luminoso, arejado e arrumado é imprescindível para um dia a dia tranquilo. E tão bom que é, entrar no quarto dos nossos filhos e sentir todo o amor que depostitámos em cada canto.

A Vanessa também escreve aqui. Num sitio só seu.

Visitem Um Sonho só Meu

A Rubrica da Vanessa – Equilibrar a Vida!

Terça-feira, Setembro 19th, 2017

Queremos sempre o melhor para os nossos filhos e vivemos tantas vezes divididos entre facultar a melhor alimentação possível ou querer apenas que comam o que têm no prato.

A realidade é que os bons hábitos alimentares devem vir desde muito cedo, mas se só agora começou a introduzir uma alimentação mais saudável, não se preocupe, ainda vai a tempo.

As informações contraditórias que nos são apresentadas nesta busca por uma vida mais saudável, acabam por tornar o esforço tantas vezes infrutífero e exaustivo.

O ideal será sempre seguir as dicas do pediatra do seu filho ou informar-se junto de um nutricionista. É no entanto importante que realize uma pesquisa prévia e que todas as dicas que receba do pediatra ou nutricionista vão ao encontro daquilo em que acredita. Não se coíba. Faça perguntas e tire todas as suas dúvidas.

A introdução repentina de uma alimentação diferente poderá trazer vários obstáculos. Não desespere. Se necessário e provavelmente esta será a melhor forma, faça-o de uma forma gradual e explique pacientemente os benefícios da cada alimento para que a criança satisfaça toda a sua curiosidade.

Na minha opinião, a melhor forma de incitar uma criança a comer será deixando-a participar e “meter a mão na massa”. As crianças gostam de se sentir úteis e por norma, comem sempre com gosto a refeição que ajudaram a preparar.

Saiba que os bons hábitos alimentares começam no supermercado. Levar os seus filhos às compras é um erro que se paga caro, tanto na fatura, como nos alimentos processados que acabam por ir no cesto depois de olhinhos tristes nos pedirem com fervor aquelas bolachas ou batatas que adoram.

É no supermercado que devemos escolher os ingredientes mais frescos e os produtos mais simples.

Leia os rótulos e valorize os produtos naturais. Não compre processados repletos de açúcar e ingredientes desconhecidos.

Sempre que possível, procure adquirir produtos provenientes de pequenos produtores, e biológicos de preferência portugueses.

Os lanches escolares são na maioria das vezes uma dor de cabeça. Acabamos por colocar na lancheira o habitual pão com manteiga, leite com chocolate e por vezes uma fruta que volta para casa intacta.

Também os pequenos almoços lentamente mastigados por uma criança sonolenta e sem fome são a realidade de tantas famílias. A pressa requer soluções pouco morosas e as farinhas em nada nutritivas, acabam por ganhar o destaque das manhãs.

Ao elaborar o pequeno almoço e o lanche privilegie a fruta e os legumes. Comece pelos que mais gostam e vá variando.

Não se esqueça das gorduras boas, existentes por exemplo nos frutos secos, e se quiser optar pelo pão, experimente faze-lo em casa. Verá que o pão de compra é, na sua maioria, rico em refinados, conservantes e ingredientes que não conseguimos pronunciar.

Procure receitas simples e teste-as até encontrar uma que agrade a toda a família.

Com dois ovos e uma banana madura, poderá fazer umas panquecas rápidas. Pode ainda juntar farinha de aveia, linhaça ou farinha de frutos secos e acompanhar com fruta e mel, manteigas de frutos secos, doces de fruta sem açucares adicionados e conservantes e creme de cacau e avelãs caseiro.

Troque o iogurte de sempre, por batidos de frutas e verduras e acompanhe com fruta fresca e granola caseira. Procure comprar iogurtes biológicos naturais ou adoçados com açúcares naturais. Também poderá fazer em casa os seus, com ingredientes biológicos.

Envie diariamente uma garrafa reutilizável com água, para que se hidratem ao longo do dia.

Também os bolos e bolachinhas podem ser feitos em casa. Desta forma poderá escolher criteriosamente cada ingrediente e assim consumir aquele docinho que por vezes apetece, mas de uma forma muito mais saudável.

Por fim, procure o equilíbrio. Não tenha medo de gorduras boas, presentes na manteiga e no queijo, por exemplo. Escolha os mais naturais possíveis, sem conservantes químicos e ingredientes desnecessários. Os açúcares naturais também podem ser consumidos sem culpas. O equilíbrio é fundamental, e sem exageros os nossos filhos podem consumir um pouco de tudo, sabendo que a sua alimentação diária é naturalmente rica e o mais pura possível.

Aqui fica uma receita de umas bolachinhas que podem e devem ser feitas a várias mãos e depois comidas sem culpas.

Encontrará muitas outras opções saborosas e muito mais saudáveis. Mas estas, realizadas com ingredientes biológicos e sem produtos refinados, são sem dúvida, um bom compromisso.

Bolachas de Espelta Integral

Ingredientes:

250 gr. de farinha de espelta integral

100 gr. de açúcar mascavado

1 colher de sopa de manteiga sem sal

1 ovo

1 colher de sopa de leite

1 colher de chá de bicarbonato de sódio

Preparação:

Misture os ingredientes.

Forme bolinhas e coloque num tabuleiro forrado com papel vegetal.

Pressione de forma a que fiquem achatadas e leve ao forno pré aquecido a 180º durante 15 min.

A Vanessa também escreve aqui. Num sitio só seu.

Visitem Um Sonho só Meu

Rubrica: A filha mais velha por Sara Passo!

Quinta-feira, Setembro 14th, 2017

A filha mais velha tem agora oito anos.

Mas os oito anos de hoje em dia não são nada iguais aos oito anos que eu me lembro.

Sim, brinca com bonecas, mas tem acesso a muito mais tecnologia do que no meu tempo.

Sim, gosta de se maquilhar com as coisas da mãe, mas está mais ligada ao que se passa no mundo lá fora.

Sim, gosta de andar de patins e trotinete, mas tem mais milhas percorridas do que eu tinha com a idade dela.

A nossa sociedade está em constante evolução, e não é tudo necessariamente mau.

Estamos mais “perto” uns dos outros, viajamos com mais facilidade e temos acesso a mais tecnologia e avanços da ciência. Isto molda-nos e molda as crianças de cada geração, que como muitas vezes dizemos, parece que já nascem ensinadas, parece que já são mais maduras do que éramos com a idade delas, mais conscientes do que as rodeia e no meu caso, mais empáticas do que eu alguma vez fui com a idade dela.

A filha mais velha agora gosta de preto, quer um quarto preto e branco (fase gótica nesta idade?), adoro que já tenha as suas ideias bem formadas, que questione o porquê das coisas e que obrigue mesmo os adultos a justificarem as suas acções.

A filha mais velha disse-me noutro dia: Adoro-te como mãe, mas vou ser uma mãe muito diferente de ti.

Espero que sim, que aprenda com os meus erros, como eu aprendi com os da minha mãe, e que seja melhor mãe que eu, porque ao fim e ao cabo estamos sempre em evolução para nos tornarmos melhores do que a geração anterior.

Lima Limão Consultoria de Imagem!

Quinta-feira, Setembro 14th, 2017

Mais uma rubrica da Lima Limão – Consultoria de Imagem com o tema:

Como fazer compras em lojas vintage!

Um dos maiores objetivos de qualquer Consultora de Imagem é ensinar os seus clientes a resistir ao consumismo e a praticar um consumo mais consciente de forma a facilitar o processo de escolha todas as manhãs, deixar de ter um guarda-roupa a abarrotar de peças que não se usam e estimular a criatividade de cada um. Uma boa forma de praticar um consumo mais consciente é optar por fazer compras em lojas vintage. Se não sabe como tirar o melhor partido deste tipo de lojas, então este artigo é para si.

Porque deve comprar em lojas vintage?

1 – Encontra peças de boa qualidade. Durante muito tempo, a ideia de comprar em lojas vintage apenas era associada a peças velhas, gastas e com um aspeto um pouco duvidoso. Hoje em dia, não é bem assim. A oferta tem vindo a melhorar bastante e cada vez mais se encontram peças de boa qualidade e com bons acabamentos.

2 – Pratica um uso mais consciente do seu orçamento. Comprar peças de roupa usadas de marcas de qualidade fica sempre muito mais em conta que fazer a mesma compra numa loja normal. O orçamento destinado a compras rende muito mais porque se faz um uso mais consciente deste.

3 – Aprende a fazer um bom uso da sua criatividade. Numa loja convencional é disponibilizada uma coleção completa com diferentes formas de conjugar determinadas peças. O que facilita, e muito, o processo de coordenação. Por outro lado, a miscelânea de peças disponível numa loja vintage permite-lhe treinar a sua criatividade e sair da sua zona de conforto. Isto porque começa a abrir horizontes e a ver e experimentar novas e diferentes conjugações o que lhe permite descobrir o que acrescenta valor à sua imagem e o que se adequa ou não ao seu estilo pessoal.

O que procurar?

1 – Peças em bom estado de conservação. Sempre que uma peça de roupa tiver manchas, nódoas, borbotos, fios e/ou botões soltos ou buracos deve ser descartada por não se tratar de uma boa opção.

2 – Bons materiais. A relação qualidade do material e preço da peça deve ser, sempre, justa.

3 – Peças que não exijam ajustes ou que necessitem de pequenos ajustes. Assim como uma peça nova por vezes pede um qualquer tipo de ajuste. O mesmo pode acontecer com peças em segunda mão. O importante é perceber se o investimento que o arranjo pede compensa tendo em consideração o preço da peça.

4 – Peças versáteis. Apenas deve trazer consigo peças que permitam, no mínimo, 3 coordenados diferentes com o que já existe no seu guarda-roupa.

5 – Etiquetas com a informação nítida. Muitas peças exigem determinados cuidados durante a lavagem e com a secagem. Para garantir que não arruína a peça logo na primeira lavagem, certifique-se que a etiqueta  ainda tem todas as instruções de lavagem e secagem bem visíveis.

Texto: Lima Limão Consultoria de Imagem

Imagem: Pinterest

Rubrica de Beleza: Maquilhadora Vânia Coelho – Base ou BBCream?

Quarta-feira, Setembro 13th, 2017

Uma questão que me colocam muitas vezes é o que é mais aconselhável usar, a típica base de maquilhagem ou o BBcream?

Para quem não sabe do que se trata, o BBcream é um creme com cor que cuida e protege a nossa pele e devido à cor que tem, tem uma cobertura semelhante á de algumas bases, o que nos ajuda a tapar as imperfeições.

Os BBcream surgiram originariamente na área da cirurgia plástica. Os mesmo foram criados para ajudar a pele dos pacientes a recuperar no pós operatório e para além disso ajudar a disfarçar a marcas que ficavam da cirurgia nos primeiros tempos.

Ora a maioria das bases não têm esta característica de cuidar da nossa pele, tem apenas a função de deixar a nossa pele com um aspecto mais uniforme e tapar o que queremos esconder 🙂

Testando estes produtos lado a lado, verificamos sempre que os BBcream têm uma cobertura mais baixa que uma base, por esse mesmo motivo é também mais fácil para a nossa pele respirar quando usamos o BBcream do que quando usamos uma base.

Assim o que aconselho sempre às minhas clientes, é que caso tenham a necessidade de usar maquilhagem diariamente, ou pretendam um look mais natural, que optem por usar então o BBcream, pois a vossa pela irá manter-se muito mais saudável, irá respirar melhor e o vosso look será sempre mais “nude”. Se apenas usam maquilhagem esporadicamente, e pretendem um look mais intenso, mais trabalhado, então optem por uma boa base, aconselhada para vocês, que vos de uma boa cobertura e uma pele perfeita.-)

Os BBcream podem ser comprados em farmácias, hipermercados, ou online. Em todo o caso e para mim, as melhores marcas deste produto são as coreanas, que é de onde este produto é originário. Deixo-vos aqui o link de uma loja online onde os podem adquirir. A marca do que costumo usar é a Misha. Adoro-o. Cheira a produtos de bebé, e apesar de ser um BBcream tem uma excelente cobertura. Para mim que tenho rosácea, noto sempre diferença quando o uso.

Podem ver aqui no blogue, um post onde falo de algumas bases que já experimentei e também deste BBcream.

(ESQ: Maquilhagem com BBcream Misha ; DTA: Maquilhagem com Base Colour stay da Revlon)

Não se esqueçam que apesar de irem usar base ou BBcream devem sempre usar o vosso creme hidratante diário. Usem-no sempre e vão ver que ficam com uma pele de estrela de cinema. 😉

Beijinho

Até à próxima semana.

O Meu Refúgio Culinário – Medalhões de Pescada no Forno com Bechamel!

Terça-feira, Setembro 12th, 2017

 

Hoje a  Mary Soliani do blog “O Meu Refúgio Culinário” traz-nos uma receita de peixe.

Uma óptima alternativa para comer pescada. Eu adoro pescada! 🙂

Ingredientes:

4 ou 5 Batatas Médias

1 Embalagem de Medalhões de Pescada

1 Pacote pequeno de Bechamel

Azeite ou Óleo (como preferirem)

Meia Cebola

Alho Picado

Leite q.b.

Sal

Queijo Ralado

Preparação:

Cortar as batatas aos quadradinhos e colocar numa sertã/frigideira a fritar.

Num tacho colocar os medalhões a cozer em leite (ficam mais macios e tenros), deixar até começar a ferver.

Numa outra sertã/frigideira, colocar um fio de azeite ou óleo, a cebola e o alho bem picadinho.

Assim que a cebola ficar translúcida, juntar os medalhões, partidos aos bocadinhos e mexer.

Juntar aos medalhões, as batatas já fritas e temperar a gosto.

Mexer bem.

Assim que tudo estiver bem cozinhado (vão notar a diferença da cor dos medalhões), deitar tudo num pirex.

Colocar por cima, o bechamel e o queijo ralado.

Levar a forno pré-aquecido a 180º, durante uns 15 minutos.

Bom apetite!

Também podem encontrar a Mary no Facebook e também no Instagram

Espero que gostem!

A Rubrica da Vanessa – Recomeçar, Confiar, Descomplicar e Amar!

Segunda-feira, Setembro 11th, 2017

Existe algo de reconfortante na palavra recomeço.

Abre-se imediatamente, um mundo de possibilidades perante nós e um acreditar que o “amanhã melhor” está ao nosso alcance.

Por vezes, tantas vezes, precisamos mesmo de um recomeço. De uma volta de 180º, de um salto de fé, repleto de medo e coragem.

Outras vezes, precisamos apenas de uns ajustes. Duplicar o tempo de alguma forma. Tempo para nós, para os nossos.

Setembro, traz sempre um novo respirar. Uma vontade enorme de querer mais, fazer mais. Uma paz ansiosa inexplicável. E um Ser tão mais significativo do que um Ter.

Com ele, chega também uma agoniante dualidade de sentimentos. Perguntas que procuram respostas. Respostas que tanto nos confortam quanto inquietam.

No que toca à maternidade, dificilmente teremos respostas imediatas.

Queremos sempre o melhor e perscrutamos o nosso intimo à procura de uma resposta. Procuramos ouvir a nossa voz interior, a que nunca nos falha e que sabe sempre qual o caminho a seguir, mas muitas vezes, nem essa voz tem o poder de nos consolar. No entanto, essa é a voz em que podemos e devemos sempre confiar.

O tempo, que referimos tantas vezes como inimigo, nunca para. E com ele chega a culpa, que nos deprime e sufoca.

O segredo, como sempre, é descomplicar. Perceber que chegamos. Que somos suficientes e que o tempo não é nosso inimigo. Aprender a viver mais devagar, apreciar cada momento do dia a dia. Definir prioridades, sem esquecer que nós e os nossos, devemos ser sempre A prioridade.

E viver. Não nos podemos esquecer nunca de viver, porque se é para recomeçar, que o viver venha em primeiro lugar na lista de tarefas e que o amor seja a constante das nossas vidas. Amarmo-nos mais, a nós e aos nossos é tarefa de uma vida!

A Vanessa também escreve aqui. Num sitio só seu.

Visitem Um Sonho só Meu

Rubrica de Beleza: Maquilhadora Vânia Coelho!

Terça-feira, Setembro 5th, 2017

Ola a Todos!

Antes de qualquer outra coisa, deixem-me apresentar-me.

O meu nome é Vânia Coelho, e sou maquilhadora há cerca de 3 anos.

A convite da Mónica, vou estar convosco neste cantinho, uma vez por semana para vos deixar algumas dicas e opiniões na área da maquilhagem e beleza, assim como para responder a qualquer dúvida que tenham.

Podem acompanhar o meu trabalho, tanto na minha pagina de facebook, como no meu blogue .

Ora e para este primeiro post, achei que o melhor seria começar precisamente pelo princípio 😀

Para mim não há nada mais importante numa maquilhagem do que a preparação da pele.

Até podem fazer uma maquilhagem fantástica. Mas se a vossa pele não estiver bem preparada para a receber, o resultado pode chegar a ser desastroso.

É extremamente importante alimentarmos a nossa pele e para isso devemos limpa-la e hidrata-la todos os dias antes de deitar e ao levantar.

Devem ser utilizados os produtos adequados ao nosso tipo ou estado de pele, e neste caso aconselho a consultarem um especialista, no entanto podem consultar aqui  um questionário excelente criado por uma dermatologista americana que vos pode ajudar a saber como está a vossa pele.

O grande truque esta na conjugação deste passo tão importante com a maquilhagem. Não devem nunca deixar de aplicar o vosso creme diário, antes de se maquilharem só porque a maquilhagem depois não segura tão bem.

O “segredo” é aplicar o creme e deixar passar cerca de 15/20 min antes de aplicarem a vossa maquilhagem.

Comecem por maquilhar os olhos por exemplo.

Assim a pele tem tempo de absorver o creme e ficar prontíssima e fantástica para receber a maquilhagem.

Esta dica aplica-se também para quem gosta de usar protetor solar.

Deem tempo a vossa pele de absorver tudo aquilo que lhe aplicam. 😉

Um beijinho e até a próxima semana.

😉

Vânia Coelho

O Meu Refúgio Culinário – Tarte Salgada de Nabiças!

Terça-feira, Setembro 5th, 2017

 

Hoje a  Mary Soliani do blog “O Meu Refúgio Culinário” traz-nos uma tarte. É uma óptima maneira de adicionar legumes à refeição.

Vou testar para ver como corre.

Ingredientes: 

1 chávena de leite
1/4 de chávena de azeite extra-virgem
1 ovo
1 colher de sopa de Cebolinho* picado – Aromáticas Vivas
1 chávena de farinha de trigo
1/2 chávena de farinha de milho
1 colher de chá de fermento em pó
100 g de queijo ralado (utilizei mozzarella)
2 chávenas de nabiças picadas grosseiramente
Sal e pimenta q.b.

Preparação:

Numa taça, misturar o leite, o óleo, o ovo e o cebolinho. Mexer bem.

Noutra taça, juntar as farinhas, o fermento, o queijo, as nabiças e envolver.

Juntar as misturas, mexer e verter para uma forma de tarte.

Vai a cozer em forno quente até dourar, 30 minutos +/-, em forno pré-aquecido a 180ºC

Acompanhar com uma simples salada de tomate, ou até mesmo com sopa.

Bom apetite!

Também podem encontrar a Mary no Facebook e também no Instagram

Espero que gostem!

A Rubrica da Vanessa – Setembro!

Segunda-feira, Setembro 4th, 2017

De tempos em tempos, todos nós precisamos de um recomeço, de um novo ponto de partida, de um “reset”.

Há quem necessite de definir um dia especifico e há apenas quem se jogue de cabeça e vire a vida do avesso, sem prazos definidos, assim mesmo, num dia qualquer.

É verdade que todos os dias são bons para recomeçar e que quando a nossa mente decide ir em frente, já não há volta a dar. Mas se para muitos, é importante definir metas, então podem e devem fazê-lo.

Setembro é tantas vezes referido, como um mês de recomeços.

É um retomar da rotina, aquela que tantas vezes nos enlouquece, mas sem a qual não conseguimos viver. Um retemperar de forças, um avançar repleto de fé e querer.

E se em qualquer altura, a organização é fundamental, é, neste inicio de mês, crucial para um regresso às rotinas, sem percalços e ansiedade.

Se ainda não tratou do regresso à escola dos seus filhos, não desespere. Há tempo para tudo.

Com calma, verifique o que pode aproveitar do ano anterior. E se ainda não tiver acesso à lista de material, compre apenas o básico e espere pela receção da lista. Desta forma compra apenas o necessário, sem desperdício de material e dinheiro.

Reajuste a pouco e pouco os horários dos seus filhos. 

Pesquise e crie uma lista de lanches saudáveis e descomplicados, para que não inicie diariamente o dia em stress. Se necessário, faça o mesmo com os almoços.

Respire. Quando descomplicamos, tudo flui.

Não se esqueça de que o verão ainda está aí. Continue a aproveitar os dias de calor, mesmo que isso implique reajustar a rotina. Nada é mais importante do que respirar calmamente, desfrutar de cada dia e dos nossos. 

E escreva na sua agenda, para que se recorde diariamente que não existe tarefa mais importante do que esta: Ser Feliz!

A Vanessa também escreve aqui. Num sitio só seu.

Visitem Um Sonho só Meu

Rubrica: O turno da noite por Sara Passo!

Sexta-feira, Setembro 1st, 2017

Os turnos da noite calham normalmente a mim, ainda dou de mamar e acaba por ser escusado acordar o pai.
É uma maravilha se correr bem, mas é uma seca se as noites forem complicadas.

Até agora tem sido relativamente calmo cá por casa, a bebé dorme a noite toda desde muito cedo e é raro acordar para mamar, tenho estado a ter uma vida fácil, se comparar com a primeira filha então… está a ser uma brincadeira!

Mas de há um mês para cá tenho andado tipo zombie! Eu não sei se é dos dentes, da ansiedade de separação, mais cólicas, pico de crescimento ou sei lá.

Andamos a acordar de duas em duas horas, já quase adormeço a dar de mamar e se o meu humor pela manhã já não era famoso, agora então ninguém me atura.

Tem estado a ser realmente cansativo e ando mesmo sem cabeça para nada, no trabalho até me ardem os olhos e só com uma bela dose de corrector de olheiras e maquilhagem, é que esta cara de rabo ( para não dizer pior) fica minimamente  apresentável.

É esperar que passe, é esperar que passe!

Related Posts with Thumbnails
Pesquisa
Agenda – Livro

Livro-Agenda

À venda a partir do dia 18/11/2015Comprar livro
O Meu Livro

Livro à venda nas livrarias, papelarias, nos hipermercados e CTT

Veja o video

Spartoo
Amazonite
Ellas
Unik
A Festa na Hora
Facebook

Canal no You Tube

Instagram

Pinterest

Twitter

Dica da Semana

Dica da Semana

No dia-a-dia:

- Pratique a regra dos 30 minutos. Vai ver que a sua vida melhora.


A Dona de Casa Perfeita - 2008/2016 - Alojado por tetoOnline