Mónica, Lisboa, Portugal
Arquivo
Translater
    Translate to:

O meu Simão
Marca Registada!

marca registada
Resposta aos E-Mails
Sábado e Domingo
Ajude os Animais!
Imagens!
Algumas das fotos deste Blog são retiradas da internet, se alguém tiver os direitos de autor, é só me enviar um mail que eu retiro...as minhas podem utilizar se possível com o link para aqui.
Escolhe o dia!
Julho 2017
STQQSSD
« Jun  
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31 
O que ando a ler!!!

Archive for the ‘Rubrica’ Category

Rubrica: Os três taquitos – Creche em casa – Experiência #3

Quinta-feira, Julho 20th, 2017

 

Hoje venho falar-vos de uma experiência muito divertida, e ao mesmo tempo muito educativa.

Ora, passo a explicar: a piscina de bolas!!

É uma brincadeira super divertida, versátil e ainda temos a oportunidade de ensinar as cores aos nossos bebés.

E como fazemos aqui em casa: em primeiro lugar, não precisam de ter literalmente “uma piscina” para as bolas… Nós usámos, como já referimos numa rubrica anterior, uma banheira de viagem para dar banho ao nosso bebé. Ora, como agora já não precisamos dela, damos-lhe o uso para piscina de bolas.

E digo-vos uma coisa: apesar de termos comprado a “dita” piscina para colocar as bolas, o nosso bebé prefere brincar com elas na banheira de viagem!

O que podem fazer, para além de brincarem com as bolas, é colocar cestos variados e pedir ao bebé para colocar todas as bolas amarelas num cesto, noutro colocar as azuis, e por aí em diante… Para além dos bebés adorarem colocar as bolas dentro de caixas/cestos (pelo menos o nosso adora!), é uma forma de os ajudar a começarem a distinguir as cores, de uma forma bem divertida!

Obrigado e até à próxima! 🙂

Lima Limão Consultoria de Imagem!

Quarta-feira, Julho 19th, 2017

Mais uma rubrica da Lima Limão – Consultoria de Imagem com o tema:

Como misturar padrões.

A mistura de padrões pode ser um autêntico quebra cabeças. Ou então não. O truque está em simplificar. E começar com pequenos passos de cada vez. Até se dominar a arte.

Fique com algumas dicas:

A melhor forma de começar a usar padrão é usar coordenados em que apenas uma das peças tem padrão. Usar cores neutras e/ou sólidas nas restantes peças é uma boa forma de equilibrar o look e a silhueta. Assim evitará cair no erro de fazer conjugações infelizes e conseguirá tomar o pulso em relação ao uso de padrões.

Misturar padrões iguais em cores diferentes. É uma excelente forma de entrar no mundo da conjugação de padrões. Apenas tem de escolher duas cores que combinem entre si e conjugar diferentes peças de diferenças padrões. O sucesso é garantido!

Misturar diferentes padrões no mesmo coordenado também é possível. Apenas terá de ter em atenção que as peças deverão estar na mesma paleta cromática e os padrões terem dimensões semelhantes a fim de criar uma silhueta harmoniosa.

O padrão de riscas é um excelente aliado na hora de misturar padrões, visto ser possível coordená-lo com qualquer outro padrão  e/ou cor.

Combinar o mesmo padrão em diferentes tamanhos. É uma excelente forma de criar um look original sem correr o risco de criar demasiada informação.

Misturar padrões diferentes do mesmo tamanho. Se o objetivo for arrojar sem cair no ridículo, esta é a melhor opção.

 

Imagens: Wendys Look Book

Texto: Lima Limão Consultoria de Imagem

A Rubrica da Vanessa – Iluminação pontual!

Segunda-feira, Julho 17th, 2017

Imagem

Os candeeiros de pé são fantásticas peças de design que contribuem com funcionalidade e conforto.

Para uma iluminação pontual e um mood mais intimista, estes candeeiros são a opção perfeita.

Simples ou não, acabam sempre por se tornar numa peça marcante.

Junto a um cadeirão, criamos um recanto de leitura. Junto ao sofá, criamos uma zona aconchegante, repleta de paz e tranquilidade.

Pode inclusive colocá-los junto a uma cama, secretária ou zona exterior e criar refúgios relaxantes.

A oferta é tão vasta, que facilmente encontrará uma opção que lhe agrade.

Invista nesta peça tão essencial e transforme a funcionalidade em arte e a sua casa, no espaço acolhedor que merece.

Imagem

Imagem

Imagem

Imagem

Imagem

Imagem

Imagem

Imagem

Imagem

Imagem

Imagem

Imagem

Imagem

Imagem

A Vanessa também escreve aqui. Num sitio só seu.

Visitem Um Sonho só Meu

Rubrica: Mães e o preconceito no trabalho por Sara Passo!

Quinta-feira, Julho 13th, 2017

Quando se trabalha fora e em casa, a vida das mães é realmente cheia de desafios, não só ao nível do tempo que passamos com os nossos filhos e das tarefas diárias que todas temos, mas principalmente quando há falta de apoio por parte das empresas e mais grave ainda, por parte de colegas que convivem connosco todos os dias e com quem passamos mais horas do que com a própria família.

Ainda existe muita falta de compreensão, muito preconceito com as mães em geral, e se por um lado evoluímos bastante, ainda há certos sítios em que apesar de haver entendimento por parte da entidade patronal, os colegas tornam-se os maiores obstáculos para as mães.

Com um bebé pequenino e com um emprego em que não estava ainda efectiva, voltei ao trabalho tirando o mínimo de licença permitido, pois tinha receio de me dispensarem.

Isto já de si é bastante violento para uma mãe recente, mas honestamente nem é o que mais me chateia, pois como já referi, o voltar a trabalhar não me afligiu por aí além.

Quando voltei quis continuar com leite materno em exclusivo, por isso, todos os dias tenho que tirar leite três vezes para poder deixar com o pai para o dia seguinte, por lei temos direito também a duas horas diárias de dispensa que normalmente são usadas para sair mais cedo ou entrar mais tarde para que possamos amamentar o bebé e há, obviamente as consultas, que no primeiro ano de vida da criança, são algumas.

É para todos estes desafios das mães recentes que deve e tem que existir compreensão, por parte do patronato e principalmente por parte dos colegas, que nem sempre vêem com bons olhos os 15 minutos que perdemos para tirar leite, as saídas mais cedo para amamentar, ou as idas ao pediatra.

Pessoas que também são mães, avós, e que em vez de darem apoio, criticam com os olhos e as expressões, pessoas com quem trabalhamos diariamente e que têm este preconceito de que ser mãe é ser super mulher mas que ao estarmos a fazer valer os nossos direitos estamos a descuidar o trabalho.

Da minha parte, tenho a certeza de que todas as mães se esforçam ao máximo para jogar em todas as frentes, esforçam-se ainda mais para compensarem aquilo que acham que não estão a dar e é realmente uma pena, que ao invés de apoio, sintam crítica por parte de mulheres que deviam ser as primeiras a defender os seus direitos, pois estamos todas juntas nisto.

A Rubrica da Vanessa – Iluminar a Vida!

Segunda-feira, Julho 10th, 2017

Imagem

Quando falamos de iluminação, não nos podemos esquecer que também as lâmpadas têm um papel fundamental.

É importante definir o ambiente pretendido e escolher a tonalidade e intensidade da lâmpada de acordo com a função desejada.

Esta iluminação fará parte dos nossos dias e poderá inclusive influenciar o nosso estado de espírito, por isso é imprescindível tomar uma boa decisão na escolha dos candeeiros e lâmpadas que iluminarão o nosso lar.

Hoje trago várias opções de suspensões que podemos encontrar nas lojas. Algumas a preços apetitosos e outras menos em conta, no entanto, um candeeiro é um investimento. Se bem escolhido poderá servir vários ambientes e acompanhar-nos ao longo dos anos. Mas o mais importante, garanto-vos, é que o candeeiro certo, ilumina não só a nossa casa, mas também, a nossa vida.

Imagem

Imagem

Imagem

Imagem

Imagem

Imagem

Imagem

Imagem

Imagem

A Vanessa também escreve aqui. Num sitio só seu.

Visitem Um Sonho só Meu

Rubrica: Os três taquitos – A introdução ao uso do Penico – Parte 1

Quinta-feira, Julho 6th, 2017

Olá a tod@s!

Cá em casa, começamos a introdução ao uso do penico. Segundo aquilo que lemos, a introdução do penico deve ser feita entre os 18 e os 20 meses, pois começa a existir o controlo dos esfíncteres.

No entanto, nós sempre respeitamos muito os timings do nosso bebé, e tínhamos falado em faze-lo com calma e serenidade, colocando o penico à disposição do nosso bebe, para que o começasse a conhecer e a habituar-se a sentar lá.

Um truque que para nós funcionou às mil maravilhas, visto que o nosso bebé adora livros, foi comprar um livro sobre a ida ao penico, com autocolantes para colocar numa tabela de recompensas, que também colámos na parede da casa de banho.

 Também criamos um espacinho na casa da banho com o penico, o livro, e os autocolantes, para que o nosso bebé se sentisse bem naquele espaço, e que pudesse começar a tomar a iniciativa de ir ao penico, ou pedir para fazer xixi e/ou cocó.

O que é certo é que o sistema de incentivo com os autocolantes resultou muito bem, e o nosso bebe começou a usar o penico ainda antes dos 18 meses. Claro que o retirar da fralda ainda irá demorar, mas é óptimo que o bebe se vá habituando aquele objecto.

E com vocês, como foi a introdução ao uso do penico?

Têm mais algumas dicas que funcionaram com os vossos bebés?

Obrigada 🙂

A Rubrica da Vanessa – Deixe-se apaixonar!

Segunda-feira, Julho 3rd, 2017

Os candeeiros de teto têm vindo a ganhar, cada vez mais, um papel fundamental na decoração.

Uma boa distribuição de luz, pode fazer toda a diferença num ambiente, e estes candeeiros possuem não só funcionalidade, mas também, um grande poder decorativo.

Se na sua casa optar por focos de luz encastráveis, utilize candeeiros de parede ou de pé, para criar pontos de luz e diferentes ambientes. Se optar pelas suspensões, certifique-se que ligam bem com o espaço. Defina primeiramente o que pretende e se tencionar que sejam um ponto de destaque, opte por candeeiros marcantes, mas se preferir leveza, opte por algo mais simples que se enquadre perfeitamente na decoração do espaço.

As opções são infinitas.

Perca-se nestas imagens. Identifique o seu estilo decorativo e verifique antes de comprar se será o ideal para a divisão que pretende decorar, mas principalmente… deixe-se apaixonar.

Imagem

Imagem

Imagem

Imagem

Imagem

Imagem

Imagem

Imagem

Imagem

Imagem

Imagem

Imagem

Imagem

Imagem

Imagem

A Vanessa também escreve aqui. Num sitio só seu.

Visitem Um Sonho só Meu

Rubrica: O fenómeno das visitas desaparecidas por Sara Passo!

Quinta-feira, Junho 29th, 2017

E de repente as visitas acabam de maneira abrupta.

Eis que após o primeiro mês, vá, segundo, de repente o bebé deixa de ter interesse para os demais.

Durante o primeiro mês, era um vai e vem de telefonemas com as pessoas a quererem marcar o ponto para verem o novo rebento e sem nos apercebermos bem como, os telefonemas acabam e ficamos completamente sozinhas.

Chegou a acontecer com a minha primeira filha, ter pessoas que não paravam de telefonar para verem a bebé, e que após oito anos de vida, nunca mais lhe puseram a vista em cima.

Eu não entendo, os primeiros meses são tão complicados para a nova família, com novas rotinas, que honestamente não dá muita vontade de receber pessoas, às vezes pessoas com quem não nos damos assim tanto, mas que insistem que têm que ver a criancinha, numa de que vão ficar mal vistas se não aparecerem, mas que depois, passado o entusiasmo inicial, desaparecem.

E é depois deste período de adaptação que nos faz alguma falta a companhia, o pai volta ao trabalho, os filhos mais velhos vão para a escola, e nós que até precisávamos de um adulto nem que fosse só para falar, vemo-nos “abandonadas” com fraldas, maminhas e biberões sem todos os amigos e familiares que estavam tão interessados em vir cá a casa.

Não consigo perceber muito bem o porquê deste fenómeno, mas pelo menos eu, acabo por me sentir muito sozinha durante o período de licença, é um dia inteiro à espera que o pai chegue do trabalho para falar com um crescido e aliviar a carga do dia a dia com um bebé.

Peço à comunidade em geral que espalhe as visitas, tentem perceber quando é que realmente a mãe precisa da companhia, não atrapalhem, ajudem, nem que seja com conversa de “xaxa” que nos tire a mente de cocós e maminhas.

A Rubrica da Vanessa – Decorar e Poupar!

Segunda-feira, Junho 26th, 2017

Imagem

​”A beleza está nos olhos de quem a vê.”

Para uns, estará em reciclar, reaproveitar e dar um cunho pessoal a objetos corriqueiros. Para outros estará em objetos novos, nas suas linhas simples e acabamentos perfeitos. E para outros, na junção dos dois. No equilíbrio entre o novo e o usado.

É importante que a nossa casa reflita a nossa personalidade, e se conseguirmos fazê-lo de forma a conservar o meio ambiente e ainda poupar, teremos benefícios a dobrar.

Termino o tema Reciclar e Organizar, com estas imagens inspiradoras de caixotes de madeira.

Podemos adquiri-los a custo 0 na frutaria do costume e dar largas à imaginação. Diminuímos o desperdício, organizamos, decoramos e poupamos.

Imagem

Imagem

Imagem

Imagem

Imagem

Imagem

Imagem

Imagem

Imagem

Imagem

Imagem

Imagem

A Vanessa também escreve aqui. Num sitio só seu.

Visitem Um Sonho só Meu

Rubrica: Os três taquitos – A creche em casa – Experiência #2

Quinta-feira, Junho 22nd, 2017

Olá a tod@s,

Como já referi em algumas das rubricas anteriores, eu estou em casa com o meu bebé.

Já partilhei convosco uma das experiências que fiz com o meu bebé (quadro de texturas táctil), e hoje, dado o calor que se tem vindo a sentir, nada melhor que esta experiência: Tinta comestível!

A gelatina de várias cores funciona como uma boa tinta comestível para o efeito, mas a que nós mais gostamos de fazer foi com iogurte natural.

Então aqui vão os passos:

  1. Em duas ou três taças, consoante as cores que quiserem colocar (eu fiz três cores: amarelo, azul e vermelho), coloquem um iogurte natural;
  2. Depois, adicionem uma ou duas gotas de corante alimentar;
  3. Misturem o iogurte com o respectivo corante alimentar.

E a tinta está pronta a usar – e a comer -! 🙂

Depois, coloquem um plástico no chão e/ou uma folha grande, para que os vossos bebés possam pintar e sujar-se à vontade!

Espero ter ajudado com mais uma actividade divertida e fresca!

Até à próxima! 🙂

Lima Limão Consultoria de Imagem!

Quarta-feira, Junho 21st, 2017

Mais uma rubrica da Lima Limão – Consultoria de Imagem com o tema:

Armário Cápsula: a melhor estratégia para construir um bom guarda-roupa com um orçamento reduzido

A construção de um bom guarda roupa é sempre um investimento. Um investimento contínuo, leia-se. E, nem sempre, é possível investir uma determinada quantia em determinada peça. Logo, controlo e disciplina são conceitos chave. Controlo e disciplina que se tornam difíceis quando constantemente as marcas lançam novas tendências. E constantemente são lançadas novas coleções.

Numa época em que consumismo é a palavra de ordem, muitas pessoas estão a voltar às origens. E começam a compreender que viver com menos é mais fácil. Ser é mais importante que ter. Aqui entram os conceitos de minimalismo e armário cápsula. Ou, se preferirem, guarda roupa inteligente. Ter menos peças de roupa leva a uma melhor administração do seu uso. Ter menos peças de roupa torna-a numa pessoa mais versátil. Acredite!

Para construir um guarda roupa inteligente é necessário priorizar a qualidade à quantidade, ser fiel ao seu estilo pessoal e resistir a tendências. O resultado é um guarda-roupa mais funcional e equilibrado, menos dinheiro desperdiçado em peças de fast fashion e maior satisfação com todas as peças que se possuem.

Se pretende construir um guarda roupa inteligente. Mas o seu orçamento mensal é reduzido. Saiba o que pode fazer para que tal seja possível:

Fazer uma limpeza geral ao guarda roupa atual. É importante retirar todas as peças do seu guarda-roupa. E quando digo todas, são MESMO todas! É fundamental experimentar todas as peças e descartar todas as que não são usadas com frequência e as que não gosta ou com as quais não se identifica ou não se sente bem. Se no final deste processo sobrarem poucas peças de roupa, isso apenas significa que apesar de ter pouca roupa, ainda são muitas as pelas que apenas estão a encher o seu armário. E é aqui que entra um conceito fundamental: o desapego. Manter peças que não usa apenas a vão impedir de ter as que realmente usa. Desapegue. Não se irá arrepender!

Regressar aos básicos. No processo de limpeza do guarda roupa é importante separar as suas peças básicas de boa qualidade e que permitem versatilizar o seu guarda roupa. Aqui, é importante esclarecer que as peças básicas que não devem faltar no seu armário são:

  • Peças que pode usar quase todos os dias sem correr o risco de as enjoar.
  • Peças que combinam com tudo o que tem.
  • Peças sem as quais não vive, independentemente da estação/local/ocasião.
  • Peças que funcionam como elementos de ligação entre todas as outras peças do seu armário.
  • Peças feitas de materiais de qualidade com boa durabilidade.

Fazer uma lista de compras realista. Aqui é fundamental ser racional e apenas apontar as peças que realmente necessita.  Uma boa forma de não perder o foco (nem desperdiçar dinheiro!) é apenas comprar o máximo de 5 peças por estação. Assim irá limitar os seus gastos  ao estritamente necessário. Apenas necessita de se certificar que todas as peças que comprar vão acrescentar valor ao seu guarda roupa e imagem pessoal.

Vender as peças de roupa que já não usa. E que se encontram em bom estado, claro está! É uma excelente estratégia para minimizar o investimento feito. Além de contribuir para incrementar o orçamento disponível para fazer face à sua lista de compras. Existe uma enorme variedade de sites e lojas em segunda mão onde as pode vender, bastando uma simples pesquisa para descobrir o que melhor se adequa aos seus objetivos.

Conhecer o seu corpo é fundamental. Ter cuidado com a sua imagem pessoal, o seu corpo e a sua saúde é fundamental. Assim como amar-se e valorizar-se. Isto porque, independentemente do que gosta, existe o que mais a valoriza e favorece. E é difícil construir um guarda roupa inteligente quando usa peças que não a valorizam. Uma vez que, ao investir em peças desfavorecedoras está a desperdiçar dinheiro. E, se o seu orçamento já é reduzido, pior ainda! Antes de investir em qualquer peça certifique-se de que esta a valoriza e irá acrescentar valor  à sua imagem.

Texto: Lima Limão Consultoria de Imagem

A Rubrica da Vanessa – Amar a Simplicidade!

Segunda-feira, Junho 19th, 2017

Imagem

Imagem

São tantos os objetos que nos passam diariamente pelas mãos e tantas as possibilidades de reutilização.

É na sua simplicidade que encontramos potencial.

Naturalmente autênticos, permitem tantas aplicações quantas pudermos sonhar.

As latas têm presença assídua em qualquer casa.

Simples ou recicladas, são um exemplo perfeito da multiplicidade de propósitos que os objetos reutilizados podem servir.

São vasos, organizadores, suportes de velas, relógios e candeeiros. São tudo o que quisermos que sejam e muito mais.

Inspirem-se nestas imagens e convertam o desperdício, em poupança e o Mundo, num lugar melhor.

Imagem

Imagem

Imagem

Imagem

Imagem

Imagem

Imagem

Imagem

Imagem

Imagem

A Vanessa também escreve aqui. Num sitio só seu.

Visitem Um Sonho só Meu

Rubrica: Preparar o regresso ao trabalho – Parte 2 por Sara Passo!

Quinta-feira, Junho 15th, 2017

Nunca pensei que fosse tão complicado dar biberão a uma criança…chiça…foi uma saga cá por casa.

Como vou começar a trabalhar não tarda e queria que ela ainda bebesse do meu leite, andei a fazer stock e começámos a tentar introduzir o biberão para ela não estranhar tanto e estando eu por perto, a miúda não ficava a morrer de fome.

Mas foi um filme, habituada que estava a maminhas, quem é que lhe punha plástico na boca? Nada, berrava como se a estivesse a matar e eu a ver os dias a passar e ela nada. Experimentámos vários biberões e diferentes pessoas e posições, a minha sogra só dizia, que em último caso, fazia piscinas à hora das mamadas para me levar a criança ao trabalho para ela comer (uma querida, que me deixou muito mais descansada). Mas pronto, tortura passada e já está a aceitar um biberão da Chicco natural feeling, bebe pelo menos uma vez por dia para não perder o hábito e essa parte já está mais calminha.

Em relação a tirar leite com a bomba, acho que vou ficar com uma tendinite de tanto dar à bomba, a minha prima emprestou-me uma manual, mas aquilo torna-se cansativo, mas pronto, o leite sai bem e enquanto assim continuar, vou tirar e assim ela pode continuar em exclusivo com o meu leite, estou é preocupada com as quantidades, pois, embora esteja a fazer stock, os bebés depois começam a beber mais e eu continuo a produzir o mesmo, pois cada vez que tiro, esvazio, alguém tem dicas de como produzir mais leite? A minha ideia é dar maminha sempre que estou com ela, penso que assim é capaz de ajudar a regular, mas se houverem truques, digam-me por favor!!

A Rubrica da Vanessa – Peças com História!

Segunda-feira, Junho 12th, 2017

As peças usadas, partidas, imperfeitas, são peças com história, com vida. Herdadas ou adquiridas em lojas repletas de objetos amados, viajados e descartados, com as marcas de uso que as caracterizam, são sempre uma adição perfeita para qualquer lar.

Há quem lhe chame, amor pelo rústico, vintage, ou apenas um amor enorme pelos objetos que revelam as marcas da sua história. Amar o imperfeito. Encontrar beleza nos defeitos e apaixonar-se por cada detalhe da sua imperfeição.

Reaproveitar estes objetos, é não só uma forma de diminuir o desperdício, mas também um modo de transformar a nossa casa num lugar único e muito nosso.

Inspirem-se nestes objetos maravilhosos e deixem-se apaixonar pela sua singularidade.

Imagem

Imagem

Imagem

Imagem

Imagem

Imagem

Imagem

Imagem

Imagem

Imagem

“kintsukuroi – (s.) “consertar com ouro“; a arte de consertar cerâmica com ouro e laca e compreender que a peça é mais bela por ter sido quebrada.”

“Wabi-sabi representa uma abrangente visão de mundo japonesa, uma visão estética centrada na aceitação da transitoriedade e imperfeição. Esta conceção estética é muitas vezes descrita como a do belo que é “imperfeito, impermanente e incompleto.”

A Vanessa também escreve aqui. Num sitio só seu.

Visitem Um Sonho só Meu

Rubrica: Os três taquitos – E quando começam as birras?

Terça-feira, Junho 6th, 2017

Olá a tod@s!

Em primeiro lugar, é ponto assente na nossa casa: Não se bate. Nem se grita. Não. Ponto.

Educar uma criança através do amor, da conversa e da compreensão sempre foi e até hoje tem sido a nossa maneira de educar. E felizmente estamos muito contentes com o resultado que isso tem gerado no nosso bebé.

O que é certo é que a partir do ano e meio, começam a aparecer as birras… E o “não”!

É verdade que o nosso bebé não é muito de birras e exigências, mas de vez em quando lidamos com alguma birra.

E como é que se lida com isso em nossa casa? Em primeiro lugar, com muita paciência… não podemos combater uma birra sem paciência. Temos que tentar entender o que está por detrás daquela birra em específico. Depois, não dar importância à birra no momento, relevar.

E por fim, abraçar e conversar com a criança. Por mais pequenos que sejam os nossos bebés, eles ouvem-nos e percebem-nos. Falar com calma sobre o que se passou, o que não gostamos naquele comportamento, e que ficámos tristes por ele/ela se ter comportado assim. As nossas crianças assimilam tudo, e para a próxima o comportamento vai sendo corrigido.

E digo-vos, no nosso caso, este tipo de educação tem dado muitos mas muitos frutos: como disse, o nosso bebé não faz muitas birras, e as que faz, depois de conversarmos sobre isso, é raro repetir, e se repete, diz depois assim “não não”, como quem percebeu que aquele comportamento não estava certo.

E por fim, notamos que por isso, é um bebé calmo, feliz e descontraído.

E vocês, como lidam com as birras em vossa casa?

Até à próxima! 🙂

A Rubrica da Vanessa – Casas com Charme!

Segunda-feira, Junho 5th, 2017

Incluir garrafas de vidro na decoração é um modo acessível de trazer charme e encanto para o nosso lar. As vantagens são muitas. Poupamos, reutilizamos, decoramos. Reciclar e reutilizar são uma forma de melhorar e conservar o meio ambiente, mas são também, aliados perfeitos para a decoração de ambientes.

Se o azeite e o vinagre que costuma comprar vêm em embalagens de plástico, adquira uma marca que utilize garrafas de vidro e depois de usar o conteúdo, retire o rótulo e transfira-os para as garrafas de vidro. Além de serem mais bonitas, poderá ajudar a diminuir o consumo de Bisfenol A, presente nas embalagens de plástico.

Para quem gosta de ter flores em casa, pode aproveitar as garrafas e utilizá-las como jarras. Recolha flores silvestres numa caminhada e desta forma, decora a sua casa a custo 0.

Se gosta de candeeiros diferentes e se tem jeito para reciclagem, transforme uma garrafa bonita numa base de candeeiro de mesa ou num bonito candeeiro de teto. 

Minimize o desperdício. Reutilize. Personalize a sua casa e divirta-se.

Imagem

Imagem

Imagem

Imagem

Imagem

Imagem

Imagem

Imagem

Imagem

Imagem

Imagem

A Vanessa também escreve aqui. Num sitio só seu.

Visitem Um Sonho só Meu

A Rubrica da Vanessa – A Pluralidade dos Frascos!

Segunda-feira, Maio 29th, 2017

Os frascos de vidro são  uma constante nas nossas casas. Chegam-nos às mãos com as mais variadas formas e feitios.

Reciclados ou reaproveitados, respeitando a beleza da sua diversidade, permitem uma organização não só eficaz, mas também bonita.

São ótimos aliados na decoração de festas e jantares festivos. Transformam a despensa num lugar confortável e estruturado. Organizam a casa de banho, a secretária, o quarto dos miúdos, o atelier de costura ou artes. Para quem gosta de reciclagem, são perfeitos para projetos vários. Mas para aqueles que não têm jeito, ou paciência, basta lavar, reutilizar e deixar o conteúdo brilhar.

Podem inspirar-se nas imagens que aqui deixo, ou dar largas à imaginação.

Exerçam os verbos, reciclar, reaproveitar e poupar e lembrem-se que a organização alimenta a alma e acalma a mente.

Imagem

Imagem

Imagem

Imagem

Imagem

Imagem

Imagem

Imagem

Imagem

Imagem

A Vanessa também escreve aqui. Num sitio só seu.

Visitem Um Sonho só Meu

Rubrica: Preparar o regresso ao trabalho por Sara Passo!

Sexta-feira, Maio 26th, 2017

Preparar o regresso ao trabalho é normalmente uma altura que todas as mães temem.

Mas vou ser sincera, da primeira vez estava ansiosa de voltar e desta, apesar de voltar aos quatro meses, também não me sinto tão angustiada como esperava.

Tenho imensa sorte, pois de ambas as vezes, posso deixar a bebé com os avós e tenho a certeza, de que se tivesse que as deixar numa creche, piava de outra maneira, mas assim sendo, sinto-me tranquila e descansada, pois sei que são tratadas como em casa.

De qualquer maneira, sabe-me bem poder sair de casa e ter com quem conversar, porque isto de estar em casa com um bebé, torna-se bastante solitário, passo os dias a contar horas para ir buscar a mais velha à escola e para que o pai chegue a casa, para falar com adultos!!

Tirando a parte psicológica, o regresso ao trabalho tem cá em casa, uma componente práctica em relação à alimentação da cria. Este bebé sempre esteve alimentado com maminha e agora, vai ter que começar a beber biberão, portanto, há uma série de preparativos a ter em conta.

Como quero que continue a beber do meu leite, estou em modo vaquinha para o extrair e armazenar, portanto ando perita em conservação de leite materno, porque isto tem que se lhe diga.

Primeiro foi a bomba a comprar, pois tinha uma da primeira gravidez que não conseguia tirar leite absolutamente nenhum (calculo que faltasse alguma peça), acabei por optar pela manual da Avent e é o que me tem valido, já consigo tirar pelo menos uma vez por dia e tenho congelado.

Agora vamos começar a ver se ela aceita o biberão, que já ouvi dizer que não é fácil, depois conto como correu.

A Rubrica da Vanessa – Reciclar e Organizar!

Segunda-feira, Maio 22nd, 2017

Num Mundo repleto de desperdício, preocupamo-nos cada vez mais com a reciclagem, reutilização e reaproveitamento dos materiais. Olhamos para os produtos do dia a dia e perguntamo-nos se merecem uma segunda oportunidade. Muitos deles vão parar ao ecoponto, mas aqueles que nos suscitam interesse, são guardados, ficando à espera de uma nova vida ou, são imediatamente reutilizados, ganhando assim uma nova função.

Embalagens de acrílico são sempre suscetíveis à reutilização.

Desde a cozinha ao quarto, à casa de banho ou ao atelier, as possibilidades de reaproveitamento são infinitas. Fazem sempre valer a pena o consumo dos chocolatinhos maravilhosos que nelas vêm acomodados, e só por isso, essas calorias não contam :).

Aqui ficam algumas imagens de caixas de Ferrero Rocher, que foram gentilmente reaproveitadas e que ilustram o facto de que tanto no seu estado puro, como recicladas, são uma mais valia para a organização.

Inspirem-se e reutilizem.

O planeta agradece e a vossa casa também.

Imagem

Imagem

Imagem

Imagem

Imagem

Imagem

Imagem

A Vanessa também escreve aqui. Num sitio só seu.

Visitem Um Sonho só Meu

O prazer da Cozinha: Húmus com Chouriço e Tostas de Broa!

Quinta-feira, Maio 18th, 2017

Hoje a Cláudia d´O Prazer da Cozinha, tem uma nova receita para partilhar com vocês.

Ingredientes:

– 500 gr de grão-de-bico cozido
– 5 colheres de sopa de azeite
– 1 colher de chá (mal cheia) de cominhos
– 1 colher de chá (mal cheia) de pimentão doce
– 2 colheres de sopa de tahini
– 2 dentes de alho
– água q.b.
– chouriço de carne q.b.
– broa de milho

Ingredientes:

– 500gr de grão-de-bico cozido
– 5 colheres de sopa de azeite
– 1 colher de chá (mal cheia) de cominhos
– 1 colher de chá (mal cheia) de pimentão doce
– 2 colheres de sopa de tahini
– 2 dentes de alho
– água q.b.
– chouriço de carne q.b.
– broa de milho

Preparação:

Escorra o grão-de-bico e passe-o por água. Coloque-o dentro de um processador de alimentos (picador ou liquidificador).

Adicione, 1 dente de alho esmagado, o azeite, os cominhos, pimentão doce e o tahini (pasta de sésamo). Triture tudo muito bem.

Adicione água em quantidade suficiente para ficar uma pasta homogénea e cremosa, uma chávena ou duas de café deve ser suficiente (atenção que a chávena de café é a mais pequenina!).

Coloque o húmus num prato de servir.

Entretanto corte a broa de milho em fatias. Raspe com o outro dente de alho e pincele com um pouco de azeite. Leve ao forno, a tostar, a 180ºC.

Corte o chouriço em rodelas e salteie numa frigideira sem gordura até ficar crocante.

Sirva tudo num prato grande, juntamente com azeitonas temperadas ou não (como preferir). É uma entrada muito deliciosa.

Bom apetite!

Related Posts with Thumbnails
Pesquisa
Agenda – Livro

Livro-Agenda

À venda a partir do dia 18/11/2015Comprar livro
O Meu Livro

Livro à venda nas livrarias, papelarias, nos hipermercados e CTT

Veja o video

Spartoo
Amazonite
Ellas
Unik
A Festa na Hora
Facebook

Canal no You Tube

Instagram

Pinterest

Twitter

Dica da Semana

Dica da Semana

No dia-a-dia:

- Pratique a regra dos 30 minutos. Vai ver que a sua vida melhora.


A Dona de Casa Perfeita - 2008/2016 - Alojado por tetoOnline