Search here...
TOP
Poupar

Medidas para combater a crise #2

 


(imagem retirada da internet)

Desta vez é sobre os transportes…

Eu levo sempre o carro para a estação dos comboios, por uma questão de tempo e conforto (já que na minha zona, existe a Rodoviária de Lisboa) e como algumas pessoas poderão saber, estas camionetas são muito inferiores em termos de conforto em relação às da Lisboa Transportes por exemplo.

Mas para o mês que vem vou passar a apanhar a camioneta à porta de casa e vou deixar o carro na garagem.

Vou passar a comprar o L12 (que dá para minha casa) em vez do L1 que tenho agora (que dá até à Amadora), gasto mais um pouco é verdade, mas poupo muito mais em gasóleo, desgaste do carro e stress de encontrar lugar de estacionamento.

Só tenho pena de não poder ir a pé para o trabalho, isso sim era uma maravilha. Já lá vai o tempo em que trabalhava a 5 minutos e ia almoçar a casa. Bons tempos!

Resumindo e concluíndo….a minha medida para combater a crise é andar mais de transportes públicos e deixar o carro em casa.

Quem já aplicou esta medida?

PS – Quero agradecer os comentários e e-mails que me enviaram a dar força. MUITO OBRIGADA!

Segue-se: Beleza

Related Posts with Thumbnails

«

»

32 COMMENTS

  • Sónia Rodrigues

    Bom Dia Mónica

    Esta é uma medida que só pode ser aplicada daqui a uns aninhos qd os meus pimpolhos já forem sozinhos pra escola ou caso seja mesmo necessária (€€€€), gastava cerca de 27€ p/mês era uma grande diferença mas levar 2 crianças de 2 e 4 anos de transportes não é fácil.
    Para já ando mesmo de carro a 100%, o marido vai de transportes.

    Boa Semana

  • Sónia Rodrigues

    É verdade esqueci-me de dizer q o carro tb me faz falta para ir almoçar a casa dos papás 🙂
    Senão o meu pai tinha q me vir buscar, é perto mas ir a pé n dá.

  • Tixa

    Pois quem me dera ter transporte nesta zona oeste… infelizmente só me resta o carro e 70klms por dia para ir e vir para o trabalho. Tento andar devagar para reduzir o consumo do carro e não fazer tanto desgaste. Mas realmente é uma despesa de 1/3 do que se ganha ao fim do mês. Mas antes assim do que não ter emprego.
    Beijinhos

  • mae_qb

    Eu ainda consigo ter esse privilégio, trabalho a 5 min. de casa e vou a pé para o trabalho e almoço em casa, com os miudos também vou levá-los a pé prá escola… apenas o home tem de levar o carro para Lisboa , uma porque tem de dar boleia á mãe que não tem transportes para lá, e outra porque comprar o passe do autocarro mais o do comboio fica á volta de 100€… ora com isso atestamos o carro e dá pró mês todo!

    Mas sinceramente com estes aumentos constantes do combustivel mais vale mesmo andar a pé!

  • Cidalia

    Ola Monica! Aqui no Algarve, onde moro, é provincia, temos autocarros de hora a hora ou na melhor das hipoteses de meia em meia, e levamos exactamente meia hora a fazer um trajecto que, de carro, se faz em cinco minutos. Ainda assim, como eu e o meu namorado resolvemos comprar casa agora, escolhemos ( e tivemos sorte de encontrar) uma mesmo junto aos nossos trabalhos. Nem exitamos… Mas infelizmente, nem todas as pessoas conseguem. mas, se morasse num sitio com bons transportes, seria, decididamente a minha escolha. Por exemplo, quando vou a Lisboa, o comboio e sempre a minha opção, fica a um quarto do preço. Boa semana!!!

  • Kyla

    Por acaso tenho essa sorte, trabalho a 10 min de casa e dá para ir perfeitamente a pé. Almoçar em casa infelizmente não está ao alcance de todos!

  • Ana Gomes

    Quem me dera ir de transportes….mas aqui na minha terrinha tenho bus a 1 km de distancia.

    Boa medida sim senhora, venha a de beleza que isso sim sestou a precisar.

    Bjo

  • Joana Calado

    Olá,
    Eu trabalho em casa (sou dona de casa) e é raro mexer no carro. Está muito cara a gasolina. Boa dica.

    Bjinhos e festinhas ao Simão

  • Cláudia

    Eu antes também andava de autocarro Fertagus e comboio, levava o carro até á estação (perto da minha casa não passava o autocarro para a estação) e depois ia de comboio e autocarro até ao trabalho e vice versa… 4x… Sim! pois ia almoçar a casa!
    Até que comprei um Smart e o assunto ficou resolvido. O que gasto em gasóleo era praticamente o que gastava em passe e na gasolina só para ir de casa até á estação e vice versa; poupo cerca de 1h30 por dia em viagens, não apanho chuva nem calor e não estou dependente das greves e atrasos dos outros. Claro que não funciona para toda a gente até porque há quem passe portagens e isso mas para mim esta medida de poupança não funciona. Já funcionou… quando tinha um carro "bêbado" 🙂

  • Helena Machado

    Conheço bem a Rodoviária e acho que tens toda a razão. Deviam de melhorar a frota. Bj

  • Isa Santos

    Muito bom Mónica, mas eu infelizmente não posso fazer isso, trabalho a 30KM de distância de casa e não existem transportes publicos, isto fica mesmo no campo, assim tipo fim do mundo. Tenho que trazer o carro e só em gasóleo gasto 120€/mês (60KM/dia), mas já que não posso poupar de outra forma, utilizo gasóleo do mais barato, no carro que costumo andar, porque no outro o meu marido, que é mecânico, não deixa…
    Venha de lá a beleza.
    Beijinhos grandes e marradinha no Simão

  • Cat Cabral

    Eu também mudei, e ando a poupar 50 euros por mês.
    Aqui e ali cria-se um pé de meia.
    Bjinhos

  • Ana

    Mónica, mais uma vez… uma excelente dica! Agora, fico é ansiosa com a proxima… beleza!!

    pareces um pouco desanimada, estás bem? (n "gostei" do post anterior… pareces triste)… forcinha, tá?

    beijinhos Ana http://ascontasdacasa.blogspot.com/

    • Monica Dona de Casa

      Ana,

      Este mês e o proximo são muito complicados. Para o mês que vem a minha mãe fazia anos e são datas que me põe triste.
      Queria tanto que ele estivesse aqui.

      Bj

      • Ana

        Eu imagino, querida. Mas acredito que o fundo ela está sempre contigo, em cada pequeno gesto que fazes. Um abraço apertado

      • Nika

        Querida Mónica…..Desejo-te muita força….e apesar de serem meses muito complicados, a tua força, a tua persistência…enfim… és um exemplo…..és uma grande Mulher!!!!
        Existem coisas injustas que nos acontecem, e não sabemos o porque……
        Um beijinho de S.Miguel a Lisboa……

  • Sara Cavaco

    Olá Mónica,
    Antes de mais adoro o teu site. parebéns pelo trabalho efectuado aqui.
    Em relação ao teu post eu aderi a esta medida em janeiro deste ano. Arranjei um emprego ao pé de cada (2 paragens de metro) e muitas vezes até vou a pé, é optimo e poupo imenso.
    Beijo

  • Madrigal

    eu moro em Gondomar e sempre que ia ao cinema ou dar uma volta ao shopping tinha o hábito de ir ao Norteshopping ou ao Dolce Vita. Agora passei a ir ao ParqueNascente que fica muito mais perto de casa e muitas vezes até vou a pé.
    Sempre poupo uns trocos e faço algum exercicio.

  • A Paparoca

    Olá Mónica! É a primeira vez que visito o seu blog. Eu costumo andar de transporte públicos, aliás sempre andei desde criança com a minha mãe. Eu costumo apanhar um autocarro e o comboio para o meu trabalho. Por vezes vou de boleia com os meus cunhados de carro. Já andei nos autocarros da Rodoviária Lisboa, realmente são um bocadinho desconfortáveis. Mas tolerantes. Os transportes públicos são uma forma de poupar em combustível, stress e em alguns casos tempo. O ambiente também agradece.
    Desejo-lhe uma boa semana. Bjnhos :)***

  • Ana Pereira

    É uma boa dica, sem dúvida.
    Eu vou de boleia, de manhã e ao fim da tarde venho a pé. Custa um bocadinho, mas carteira agradece. O pior ainda está para vir, com o frio e chuva a chegarem, vai ser mais complicado pois não há transportes para a minha casa.
    Já agora, obrigada. As tuas dicas ajudaram-me muito a organizar-me aqui em casa.

    Beijinho*

  • the vet girl

    Estou a gostar imenso desta série de posts sobre medidas para poupar!

  • Catarina G.

    Eu nunca tive carro próprio, e vou continuar a não ter. Comecei um novo emprego em Setembro, e tento fazer o máximo de deslocações possíveis de bicicleta. Hoje vim de autocarro e a pé porque me pareceu o melhor a fazer face ao alerta amarelo do IM mais a gripe que acho que estou a chocar (a andar de bicla aqueço, depois arrefeço…era óptimo para o vírus!). No entanto, acho sempre engraçado ouvir as pessoas queixarem-se do clima em Portugal, um país com um dos melhores climas da Europa! Deixem-se de lamurias sobre o mau tempo, e aproveitem a ventania para se sentirem vivos e para verem as folhas de Outono a rodopiar. O tempo frio também é bom para sair de casa, basta agasalharem-se bem.

  • Marta

    Onde moro, é impossível fazer-me valer de transportes públicos. Quando trabalhava na cidade, ia de carro, porque chegava ao empreo em 2 ou 3 minutos; mas já trabalhei a 70 km de casa, onde não há transportes públicos para lá chegar…

  • Célia

    Olá Mónica. Por acaso eu e o meu marido já adoptamos essa medida há cerca de 1 mês. E já estamos a notar a diferença. Eu há cerca de 11 anos que não utilizava transportes públicos e o meu marido acho que nem sabia o que isso era 🙂
    Mas há cerca de 1 mês decidimos adoptar o uso de transportes públicos. Levamos os carros para a estação de comboios porque temos um filhote com 2 anos e de manhã o meu marido deixa-o no infantário e depois segue para a estação e eu ao final do dia vou buscá-lo a casa dos meus pais. Mas o facto é que pela primeira vez em muitos meses conseguimos poupar algum dinheiro. Nós moramos em Alverca e dois carros a irem para Lisboa, pois temos horários muito diferentes, era realmente uma pequena fortuna.

  • Joana Fonseca

    Olá Mónica,

    eu tenho o privilégio de viver nos Açores e posso dizer que vou e venho para o trabalho de carro, faço as minhas voltas e gasto em média 35€ mensais de combustivel. Se tenho que fazer viagens maiores consecutivas, tenho que meter mais 35€, mas dura-me mais de 1 mês e meio. E não moro no Corvo 😉 (ilha mais pequena dos Açores)

  • Fátima

    Boas dicas Mónica sobre poupança em tempos de crise. Adoro o teu site e utilizo muitas das tuas dicas! Peço desculpa pelo que vou dizer mas acho muito engraçados os comentários sobre a utilização dos transportes públicos como se de um ser extraterrestre se tratasse! Devo dizer que toda a minha vida andei de transportes públicos desde a época em que andei a estudar e durante toda a minha vida de trabalho! Sempre adoptei o sistema de deixar o carro para o estritamente necessário! Graças a Deus não tenho que cortar no essencial como a alimentação pora contornar estes tempos difícies! Eu que moro em Alverca acho inacreditável como ainda há quem leve o carro para Lisboa. De combóio são 30 minutos…

  • aminhavida

    Eu sou uma adepta dos transportes publicos 🙂 Sempre tive carro, mas sempre achei que poupava muito mais a ir de autocarro, metro ou comboio. Tenho a sorte de morar a 10min a pé do metro. É muito confortável e o tempo que demoro dá para planear o meu dia/semana.

    Ultimamente tenho notado a maior influencia de pessoas a ir de transportes, porque já à poucos lugares para sentar e o metro vai mais barulhento 😛

  • Isabel Silva

    Como já foi referido por outras pessoas, também adorava por em pratica essa medida pois no proximo ano ca em casa nao ha subsidios para ninguem, mas trabalho a 60km de casa e por isso e completamente impossível . Adoro todas as tuas ideias. Beijinhos e coragem para estas semanas

  • Carina Paulo

    Olá Mónica, eu e o meu marido trabalhamos em Lisboa e moramos em Alverca, como o nosso local de trabalho fica perto um do outro ir de carro ainda compensa pois só levamos um carro mas se trabalhassemos em locais dispares os tranportes públicos eram sem sombra de dúvida a opção! Eu não me importo nada de andar de comboio, até prefiro pois meto a minha leitura em dia mas ele odeia! É muito comodista e como dá vantagem ir de carro ainda tem sorte 🙂

    beijos

  • Isa

    Olá Mónica,

    Cá em casa já há cerca de um mês e pouco decidimos alterar os hábitos de transporte. O marido nunca soube o que é andar em transportes públicos, eu já estava muito mais à vontade. Vivemos numa localização privilegiada com comboio e autocarro à porta de casa e perto de familiares de ambos. O local de trabalho dele fica a 10 minutos com transportes igualmente à porta e o meu fica um pouco mais distante mas com a ajuda do metro faço viagens de 20 a 30 minutos apenas 🙂 Conclusão: percebemos que o nosso carro (que estava a passar muito tempo fechado na garagem) não era essencial…começamos a pensar e a avaliar a situação e fomos radicais: vendemos o carro!! Claro que isto acontece porque o dito cujo já estava naquela idade, condição física e estado geral em que ou vendíamos agora ou ficávamos com ele até se transformar em sucata e nos ter levado muitos euros em arranjos que já vinham sendo cada vez mais frequentes. Resultados: poupamos dinheiro, sentimos que levamos a vida de forma mais saudável e por incrível que pareça até temos passeado mais!! Em vez de fazer contas e pensar duas vezes antes de pegar no carro e ir para destino incerto pegamos nos passes, entramos no comboio e exploramos por aí fora! O nosso 4 patas tem acompanhado e porta-se super bem nos transportes, é um amor! 🙂 Beijinhos e tudo de bom!!!

  • Serve 1

    O meucarro avariou e eu fui obrigada a adoptá-la. Não o voufazer todos os dias por causa do horário que faço mas posso fazê-lo 2x por semana. Poupo quase 40% do consumo na gasolina.

  • Isabel

    Adoro conduzir, mas também vou de transportes públicos para o trabalho. Deixo o carro perto da estação da CP em Queluz e lá vou eu de comboio e depois de Carris. Aproveito e levo um livro. Já li a colecção quase toda da "Guerra dos Tronos" nas minhas andanças! Diz-se que o Homem é um animal de hábitos… mas depois do "bem-bom" voltar a habituar-nos ao "menos-bom"… demora um bocadinho!

Responder a Cat Cabral Cancelar resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *