92909_ext_arquivo

Eu sei que quando gostamos das coisas, não importa muito se é mais do que estávamos dispostos a dar.

Daí muitas pessoas contraírem dívidas. A vontade supera a racionalidade.

Funcionei um pouco assim durante anos. Juntava ou gastava em coisas que agora vejo que não me fazem falta. Absolutamente nenhuma.

Porque gastei dinheiro naquilo? Porque tomei aquela opção?

Nunca se deve dizer nunca, mas eu digo que nunca mais na minha vida eu irei funcionar assim.

Isto da vida é realmente muito engraçado, porque aprendemos muito, aprendemos a conhecermo-nos e só mesmo passando por elas é que damos valor, já dizia o ditado popular. Somos obrigadas a crescer.

Acho também que muitas famílias estão a passar por dificuldades e que tomaram agora uma postura mais reservada e mais consciente.

Por isso nunca compre por impulso artigos caros.

Mais de metade das vezes, irá arrepender-se e depois não há volta a dar. Vai vender? Por metade do preço?

Pesquise primeiro muito bem, na concorrência, pela internet, aproveite alturas de promoções, procure experiências de terceiros nos fóruns de discussão (para ver defeitos do produto e afins). A internet é um mundo.

Depois de decidir o que vai comprar espere mais 24 horas.

Para ver se realmente precisa desse artigo. Se não arranjou alternativa.

Se realmente lhe faz muita diferença viver sem ele (digo isto porque vivi durante um ano e meio só com 4 canais de TV), pensava eu que não conseguia viver. Olha eu aqui vivinha da silva. Depois de um tempo, não me fazia qualquer diferença.

Faça o mesmo! Vai ver que pode mudar qualquer coisa.

Related Posts with Thumbnails