Quando publiquei o post com o fim do Projecto 50 Kg (ver aqui), lembrei-me de um texto que partilhei na minha página do facebook há um ano.

O meu objectivo nunca foi ser muito magra, até porque tenho estrutura larga e nunca vou ser muito magra. Eu quero ser saudável e os 50 kg, são o peso ideal para a minha altura. Sou baixinha.

Quero ter resistência, quero sentir-me bem, quero poder correr sem chegar ao primeiro km a arfar que nem uma louca, com vontade de me deitar no chão.

Eis o texto. Passou um ano, mas continuo a concordar com tudo o que partilhei.

Hoje em dia o objectivo de muitas pessoas é apenas um: Ser magra.
Não interessa o que se faz para atingir esse objectivo. Desde passar fome até ao uso de medicamentos que só fazem mal à saúde.
A pressão que se sente por não pertencer ao grupinho que corre, que é fit, que come aveia, que come proteína às colheres e misturada em batidos é assustadora.
Sou a favor de uma vida saudável. Sou a favor de fazer exercício com moderação, de nos sentirmos bem na nossa pele, mas não sou de extremos.
Não sou a favor da obsessão, do ceder às pressões e às modas.
Tenho curvas e aprendi a gostar delas. Tenho peito (que me dá volume) mas aprendi a gostar dele.
E não. Esta magreza (da foto) não é o objectivo de todas as raparigas.
O objectivo devia ser o ser feliz, independentemente do corpo que temos. O objectivo é fazermos o que nos faz bem. Quem gosta de nós, gosta de TUDO!

Related Posts with Thumbnails