As sobras são as maiores aliadas das marmitas e da poupança.

Fazem-se autênticas maravilhas com os “restos” de refeições anteriores.

Eu tenho feito imensas delicias. Ora invento, ora faço receitas já conhecidas com sobras que tenho. Aproveito tudo. Nem que seja para colocar num pão. Não desperdiço comida. Penso sempre que são cêntimos que vão para o lixo.

Desta vez foi o meu pai que me trouxe umas sobras de um almoço. Leitão e bolinhas com bacalhau.

E com o leitão fiz duas maravilhas. Uma marmita e uma refeição para jantar.

Nesta marmita cozi brócolos e couves de bruxelas (essenciais na minha vida), salteei o leitão (cortado aos bocados), com metade de uma cebola pequena e com cogumelos e os brócolos. Acrescentei cenoura ralada e misturei tudo.

Comi com batata doce. Uma delicia.

Como sobrou um pouco do salteado, pensei logo em fazer qualquer coisa para o meu jantar.

Bati um ovo e na frigideira misturei tudo. Polvilhei com um pouco de oregãos e ficou mesmo bom. Acompanhei com salada. É engraçado que nos últimos tempos a salada é uma parte muito importante da minha alimentação. Como-a todos os dias.

Ficaram mesmo boas.

E tudo se aproveita. 2 refeições, neste caso a custo zero.

Related Posts with Thumbnails