transferir-1

Olá a tod@s!

Em primeiro lugar, gostaria agradecer os vossos feedbacks e opiniões relativamente à última rubrica. Não fazia ideia que não havia, em alguns centros de saúde, a especialidade de saúde materna… Realmente, retratei aqui a minha realidade, o que me faz perceber que o meu centro de saúde funciona acima da média (a meu ver). Tanto que a “pediatra” do meu bebé é a médica de família (falaremos noutra rubrica sobre a escolha do pediatra para o bebé).

Mas bem, hoje o que nos traz aqui é a questão da mala da maternidade! Pois! No nosso caso, e como tivemos o bebé num hospital público, foi-nos dada na visita à maternidade – o que aconselhamos vivamente a fazerem – a lista do que deveríamos trazer para a maternidade. E a nossa lista trazia quase 20 itens, para a mãe e bebé!

mala1

Eu e o meu marido pensámos na altura: será mesmo necessário trazer isto tudo? Mas, e como papás de primeira viagem, claro que levamos tudo, não fosse faltar nada que o bebé ou a mamã precisassem…

No entanto, e sinceramente, não usámos nem 1/3 das coisas que levámos! Por isso, e para ajudar quem esteja “às voltas” com a mala de maternidade, não vos vou dar a lista do que precisam levar, mas o que não faz falta nenhuma levar (muito mais do lado da mamã do que do bebé, devo avisar):

mala2

Para a mamã:

– Camisas de noite ou pijamas (4) – Se levarem 1, basta perfeitamente. No nosso caso, o hospital facultou sempre que pedíamos, as “camisas de noite” deles. Como eram para apertar e se abriam pela frente, acabaram por ser bem melhores e mais confortáveis para os primeiros dias pós parto, do que propriamente uma camisa de noite levada por nós.

-Roupão e chinelos de quarto – Roupão, não! Eu tive o bebé em pleno inverno, e os quartos na maternidade são muito quentes…andava com a tal camisa de noite, que era de manga curta. Chinelos de quarto, sim! Mas levem 3 números acima do vosso número usual, pois no meu caso (e atenção: nunca me incharam as pernas e pés na gravidez) fiquei com os pés tão inchados que os meus chinelos não me serviram. Mais uma vez, tive que usar os que foram dados na maternidade.

– Soutien de amamentação e discos de amamentação – Se bem que, sendo sincera, não se usa muito o dito nos primeiros dias, convém levarem para usarem quando tiverem visitas e quando saírem da maternidade. Discos de amamentação: na minha opinião e no meu caso, só precisei deles bem mais tarde, e não os usei na maternidade.

– Cuecas – Só mesmo um par para sair da maternidade. No nosso caso, todas as vezes que necessário, foram providenciadas cuecas próprias com pensos incluídos para esses primeiros dias e bem confortáveis, principalmente para quem fez cesariana.

Para o Bebé:

 Fraldas, escova de cabelo macia, lima de unhas de cartão macia e outros objetos de higiene pessoal – Fraldas e toalhitas são dadas para o primeiro dia, mas sim, convém levar para os restantes dias, pois o bebé gasta muitas fraldas por dia nos primeiros tempos (cerca de 8/10 fraldas por dia), bem como toalhitas. Tudo o resto, foi-nos facultado durante o tempo que estivemos na maternidade, desde gel de banho, creme de corpo, champô, álcool, compressas para o bebé, entre outros, pelo que não foi mais nada necessário.

Qual é a vossa opinião relativamente a estes itens? No vosso caso, precisaram deles? Ou realmente não foram necessários?

Obrigado e até breve! 😀

Related Posts with Thumbnails