Quando falamos de mesas bonitas, não podemos deixar de referir, o empratamento.

De nada vale um cuidado acrescido na escolha da toalha e da loiça, se colocarmos a refeição na mesa sem qualquer primor.

Qualquer prato nos saberá melhor, se tiver um aspeto agradável.

Quando nos deslocamos a um restaurante, a primeira impressão pode ser um fator decisivo. Se não gostarmos do aspeto do prato apresentado, a vontade de o comer será muito reduzida, se não nula. Por isso, porque não cuidar da forma como apresentamos a comida na nossa própria casa?!

Uma mesa bonita e um prato aprazível são pontos chave para que a hora da refeição se torne num momento agradável e prazeroso.

Se gosta da arte de empratar, demore-se algum tempo, siga a sua intuição e transforme o seu prato numa obra de arte a seu gosto. Tempo nenhum é desperdiçado quando se faz o que se gosta.

Se, por outro lado, não gosta de perder muito tempo no empratamento, simplicidade e algum cuidado são suficientes. Verá que desta forma, até umas simples costeletas se tornarão mais apelativas.

Doses individuais e coloridas, são sempre mais fáceis de empratar e nada de tachos na mesa, a não ser claro, que sejam bonitos.

Já que temos que nos alimentar diariamente, podemos e devemos transformar esta obrigação, num momento feliz. ​

A Vanessa também escreve aqui. Num sitio só seu.

Visitem Um Sonho só Meu

Related Posts with Thumbnails