Search here...
TOP
Arrumaçao Decoração

Controlo de Tralha!

(imagem retirada daqui)

Controlo de tralha!

Se detesta limpar o pó, não tenha a casa cheia de bugigangas.

Hoje em dia a decoração das casas são um pouco minimalistas (o que eu acho muito bem) e as pessoas tendem em diminuir a quantidade de acessórios de decoração.

Mas existem muitas pessoas que guardam tudo e dão por elas a expor objectos que foram oferecidos por familiares e amigos que gostam de ver o bibelô em cima do aparador embora o dono da casa o deteste e o mesmo não combina com a decoração da sala de jantar.

As pessoas que me conhecem sabem que eu não gosto de muitos acessórios em cima das mesas e prateleiras e os que me foram oferecidos têm tudo a ver com o nosso gosto e decoração da casa.

Por isso, já sabem. Quanto menos tralha, menos têm que limpar 🙂


Related Posts with Thumbnails

«

»

17 COMMENTS

  • lúcia

    Ahah agora lembrei me de "moi même" há uns anos uma pessoa que me era muito querida, ofereceu-me um bibelot horrível mas que ela adorava, mas não tinha nada a ver connosco e muito menos com o estilo de decoração da casa então o que é que me lembrei de fazer para não a magoar….guardei o bibelot no interior do móvel bem longe da nossa vista e quando a minha amiga vinha me visitar colocava o bibelot á vista.

    Bem sei que não se faz, mas a pessoa em questão leva as coisas demasiado a peito e não queria estragar a amizade que tinha ( e tenho) com ela.

    Entretanto mudei de casa, e ela parece de mudou de gostos , já lhe contei a história e até já rimos com o assunto.

    bjo

    • Monica Dona de Casa

      Lúcia,

      Eu também tinha alguns na casa dos meus pais, quando mudei, guardei tudo na garagem dentro de uma caixa, quase tudo molduras.

      Não combina com a casa nova (é a minha desculpa).

      Bj

  • Susete

    Concordo quanto menos tralha melhor mais tempo tenho para mim :).

    Bom fim de semana

  • ana alcantara

    mónica, enviei um comentário agora mesmo e apareceu a seguinte mensagem: Este comentário foi excluído pelo administrador.
    o que quer dizer? 🙁

    • Monica Dona de Casa

      Ana Alcantara,

      Não faço ideia. De vez em quando acontece. Fecha o browser e abre novamente. Não sou eu que apago.

      Faz novamente. Desculpa a maçada.

      Bj

  • SarinhaT

    Concordo, quanto menos coisas em cima melhor, menos trabalho… 🙂
    Gostei desta sugestão!
    Beijoca

  • Rita Rosa

    Olá,

    Eu tenho tralha que nunca mais acaba. Não consigo me desligar das coisas que me dão e é um problema.

    Bjo

    • Monica Dona de Casa

      Rita Rosa,

      Pensa no tempo que perdes a limpar 🙂

      Bj

  • Sónia Ruas

    A minha mãe adora bugigangas, demoro mais de uma hora a limpar o pó da sala. Qualquer dia há um acidente, de repente cai tudo 🙂

    Beijo

    • Monica Dona de Casa

      Sónia Ruas,

      Eu já tive um sonho em que jogava bowling com os copos da colecção do meu rapaz.

      Ele matava-me 🙂

      Bj

  • Ana

    Concordo, Mónica.
    Eu não uso naperons e a minha decoração é feita à base de molduras, livros, plantas, velas e pouco mais. Os dois ou três bibelôs que tenho expostos, foram oferecidos, os restantes doei, pois não aprecio. A beleza está na simplicidade.

    Beijinhos e bom fim-de-semana 🙂

  • Tania

    Olá Mónica,

    Pois a mim também me acontece darem-me bugigangas que não gosto muito. O destino delas é ficarem guardadas até Agosto, altura da festa tradicional da terra do meu pai, e ofereço para a quermesse.

    Ajudo a festa e limpo a minha casa 😀

    Beijinhos e bom FDS

  • Anjo-de-Mel

    Ñ poderia estar mais de acordo 🙂 Bjinhos e bom fds!

  • Sandra

    Ui, em casa dos meus pais fartei-me de "sem querer", partir gangalhada a que não ligavam nenhuma e apenas acumulava pó…
    ;-P

  • Vee

    Quando vivia em casa dos meus pais vários bibelots sofreram "acidentes" eh, eh, eh.
    Não exibo em casa coisas que não gosto, não importa quem ofereça. Se for mesmo de alguém especial guardo na arrecadação, se não normalmente tem outro destino…

  • Teresa C.

    Olá Mónica,
    Há já muito tempo que tenho o minimo de bibelots possivel.
    Adoptei a técnica da Tânia, o que tinha dava para a quermesse…
    Hove uma vez para ajudar a escola em que estava a dar aulas andei a pedir tralha a pessoas amigas… a quantidade de bugiganga que arranjei, depois fizeram-se rifas e angariámos dinheiro e saía um miminho em todas as rifas (tal era a quantidade de coisas que tinhamos arranjado), toda a gente ficava feliz…. Por pequenino ou menos bonito que fosse o brinde, toda a gente ficava contente por ter saido prémio na rifa.
    Entretanto deixei de dar aulas naquela escola, e nos anos seguintes eram as pessoas amigas a voltarem a perguntar se eu queria coisas para as rifas… ou seja fiz um favor para toda a gente…
    As amigas desfizeram-se de tralha, a escola arranjou material para as rifas, e com o dinheiro comprámos o que queriamos para a escola e para as crianças…
    Era divertido ver a cara das crianças ou dos adultos quando tiravam uma rifa e depois constatavam que tinham prémio…
    Bjs
    Teresa C.

  • Zezinha

    Também odeio bibelots. Antigamente os pais dos meus alunos gostavam d eme oferecer pequenas peças de decoração. Durante anos juntei várias caixas que fui despachando para as quermesses da escola.
    Sempre que faço as limpezas de verão há sempre qualquer coisinha que vai para a caixa. A decoração d euma casa quer-se simples a de maneira que a mesma se limpe rapidamente. É assim que está a minha.
    beijinhos

Responder a lúcia Cancelar resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *