Search here...
TOP
Coisas Minhas

Focar-me no tempo que me resta!

Pois bem, este é mais um post pessoal. Apetece-me escrever.

Estes últimos meses foram mesmo complicados. A doença do Simão veio mudar a minha vida e a minha mentalidade.

Tenho andado exausta. Quem acha que quem não tem filhos, tem uma vida fácil, está muito enganada. Mesmo muito enganada.

Só queria que trabalhassem muito durante 8 horas, que ainda fossem para o veterinário dia sim, dia não e estivessem lá em média 1 hora e meia a 2 horas e ainda tivessem de tratar da casa, e mais umas quantas coisas e ainda ter tempo para descansar porque é necessário, porque a minha doença também não ajuda. Doi-me tudo. Nos dias mais dificeis nem sei como consigo levantar-me da cama. Mas não tenho filhos e tenho uma vida muito fácil (not).

E ontem quando estava na sala de espera do veterinário, olhei para o meu Simão e pensei no tempo que nos resta. Juntos. Ou ele vai primeiro ou vou eu. Pensei que na melhor das hipoteses já vivi metade da minha vida. Tenho 46 anos. Sei que vou ficar sem o meu Simão num futuro próximo e isso é um pensamento horrivel, mas é a realidade. Tem 12 anos e meio e está doente. Não me consigo habituar à ideia mas bem lá no fundo sei que é o que vai acontecer. Estou de coração partido.

Ontem também foi um dia em que pensei muito na minha vida. No que quero. Andei a ver cursos para fazer e a ver que não tenho dinheiro para os fazer. A despesa do Simão já vai em 1400 € e vai aumentar ainda mais. Não me arrependo de nada. Gasto o que for possivel, ele estará sempre em primeiro lugar, mas penso que há tanta coisa que ainda quero fazer e o dinheiro é sempre um problema. É mesmo muito complicado contar tostões.

Ando a trabalhar e a tentar melhorar o site, tenho imensas ideias e falta tempo e conhecimento. Sou uma blogger que podia ganhar mais dinheiro e não sei como.

Deitei-me com este pensamento. Onde arranjar tempo e dinheiro para fazer estas coisas que nem são muito ambiciosas. Queria fazer videos e coisas giras para vocês e não estou a conseguir. Mas é tudo uma questão de tempo 🙂

Hoje acordei e vi que tinha uma notificação no meu telemóvel da minha youtuber favorita. Vi o video e ela anunciou que vai mudar de vida. Desistiu do curso que estava a fazer na faculdade porque não a fazia feliz. Tinha o sonho de viver no Canadá e agora vai deixar tudo e vai viver para lá até ao fim do ano. Que coragem!

Pensei que eu tenho tanta coisa, tanto sonho que quero concretizar e às vezes estou preocupada com merdas (desculpem a linguagem), estou preocupada com pessoas que não acrescentam nada à minha vida. Ontem foi um grande wakeup call. Estou farta e saturada de merdices.

Neste momento tenho a minha vida um pouco suspensa por causa do meu amor canino mas quando ele estiver mais estável, tenho de procurar o que me faz feliz.

Quero estudar, quero escrever, quero conhecer pessoas novas, quero quem sabe, arranjar um novo emprego, quero ir à Inglaterra ver a minha irmã mais vezes, quero estar com quem gosto e quem gosta de mim.

A pouca força que tenho neste momento está focada em lutar por estas coisas.

Quero ser feliz. Quero fazer o que me faz feliz enquanto cá estou. A vida é muito curta para ser chata. Não quero morrer sem fazer o que tenho na minha lista.

E por fim que isto já vai longo, quero agradecer a quem está desse lado.

Vocês têm ajudado muito. Muito mais do que pessoas que estão mais proximas. Acreditem que é verdade. O carinho que têm mostrado por mim e pelo meu Simão é indescritivel. Obrigada de coração 🙂

Related Posts with Thumbnails

«

»

9 COMMENTS

  • Teresa C.

    Olá Mónica,
    O importante é não desanimar!…
    Força!…
    Bjs,
    Teresa C.

  • ritapereiravet

    Força e amor, aos dois <3

  • MARIA ELISA CARMO

    Olá Mónica

    Nem sei o que diga, Queria tanto conseguir ajudar. Estou muito triste por si e pelo Simão. Sei bem o que custa.
    Tente pensar no que foi bom tê-lo e ainda ter. Dê-lhe muitos beijinhos.
    E para si também muitos beijinhos.
    Lia

  • Marta

    <3

  • Liliana

    Sei o quanto custa ver os nossos meninos definharem (perdi a minha menina tuca com 18 aninhos)
    É preciso aproveitar cada bocadinho
    Cabeça erguida e siga em busca do que a faz feliz- quem não quiser acompanhar que não acompanhe
    É a SUA vida
    Bjinhos

  • Vera

    Já estou a chorar, sem bem o que isso é. Em Dezembro perdi uma gatinha com 13anos e tenho outra doente 🙁 Muita força*

  • Cláudia

    Força que acredito que tudo se vai resolver.

    E compreendo bem o que queres dizer na 2ª parte do texto. Passo por isso todos os dias, mas tive mesmo que me focar no que já acontece de bom todos os dias e não focar apenas ainda no que não fiz.

    Beijocas

  • Inês

    Bom dia Mónica.
    Antes de mais lamento imenso a sua situação e do seu Simão. É realmente triste vê-los sofrer.
    Permita-me no entanto dar a minha opinião, e por favor não o interprete como crítica, porque não o é, de todo!
    Eu não sei em que situações lhe dizem que tem uma vida fácil porque não tem filhos. Mas imagino que possam ser pessoas a tentar faze-la ver que, se a Mónica tivesse filhos a sua situação/gestão seria ainda mais complicada. Não é que seja fácil agora. Só seria mais difícil com filhos. Eu adoro animais. Tenho 9 cães, 4 gatos, uma cabra anã e um ganso. Até o ganso foi encontrado na rua, acredita? Felizmente tenho espaço para eles. Mas tenho também uma filha. E o que lhe posso dizer é que as coisas ficaram bastante mais complicadas de gerir desde que fui mãe (mas muito melhores, atenção!!!)
    Simplesmente até as idas à veterinária tiveram de ser bastante bem planeadas e geridas nos primeiros tempos pois não podia ir com um cão enorme e um recém-nascido sozinha por exemplo. Ou com um dos mais velhotes que precisam de ajuda para as escadas e assim.
    Só acho que como diz o ditado "só quem está no convento, sabe o que lá vai dentro" ou algo do género. Qual a importância dessas comparações? Nenhuma. Não estamos numa corrida para o prémio de vida mais difícil/atarefada.
    Não ligue a esses comentários e viva a sua vida de acordo com os seus princípios!

  • Susana Simões César

    Olá prima, as coisas às vezes parecem muito más e sem luz ao fundo do túnel, mas tudo se vai resolver e tu és forte como a tua mãe e vais ultrapassar tudo. Bjinhos

Responder a Marta Cancelar resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *