Eu tenho dislexia desde que me conheço.

Tive imensa dificuldade nos tempos de escola, até bullying eu sofri e naquela altura, não havia médicos (pelo menos ao alcance da minha família), para me diagnosticarem esta doença. Era a burrinha da turma. Era a que demorava imenso tempo a ler, era a que trocava as palavras, era a que ficava de parte.

E por causa disso, tornei-me numa pessoa esforçada. Porque na minha cabeça eu não era burra.

Tinha de estudar mais do que as minhas colegas, quando elas iam brincar eu ficava a ler, eu ficava a fazer contas, eu ficava a escrever vezes e vezes sem conta.

Isto tudo para vos mostrar que a minha vidinha de blogger não é fácil.

E se encontrarem erros gramaticais, palavras trocadas e frases sem sentido, para mim e no momento que escrevi, tudo faz sentido minha gente 🙂

(as vezes que tive de editar um post, já que cada vez que o lia encontrava um erro)

Já me habituei a rever tudo 5 vezes. Só para terem uma ideia, eu trabalhei durante 8 anos num gabinete de contabilidade e agora também trabalho com números. Ainda por cima sou masoquista, podia trabalhar numa área que fosse mais fácil, mas eu gosto de desafios 🙂

Quem trabalha comigo sabe e eu também nunca deixei que isso fosse um problema nem uma desculpa. Tento ser o mais profissional possível e cometo erros como qualquer ser humano. O problema é que tenho de me esforçar a dobrar. Tenho noção disso.

Se tiverem filhos com problemas de aprendizagem, ide procurar ajuda. Pode ser dislexia e digo-vos meus amigos que quem tem esta doença não tem vida fácil. Não tem mesmo.

Daqui a pouco já venho editar isto, porque de certeza que tem erros 🙂

É assim a vida.

Related Posts with Thumbnails