Search here...
TOP
Compras Poupar

Compras de Supermercado com Crianças!

(foto retirada da internet)

Uma das regras para poupar na despesa com a comida é não levar as crianças quando se vai fazer compras de supermercado.

Mas….se pensarmos bem, há alturas em que eles até podem ser úteis 🙂

Pois, com este tempo de crise, convém explicar aos miúdos (eu costumo fazer com o meu sobrinho, já que não tenho filhos) que os tempos estão difíceis e que temos que fazer cedências.

Eles querem tudo, querem marcas específicas e eu acho que ao irem connosco às compras podem ver preto no branco, o quanto a vida está cara.

Podem, por exemplo no corredor dos cereais, mostrar que existem inúmeras opções e muitas delas muito mais baratas e igualmente saborosas.

E com isto refiro-me também às bolachas, leite com chocolate ou mesmo os sumos.

Eu já dei uma ensaboadela ao meu sobrinho, que é um miúdo responsável, mas para a semana vou levá-lo ao supermercado para lhe mostrar os preços dos produtos.

E vocês que têm filhos?

Também fazem isso?

Explicam como está a situação do país?

Related Posts with Thumbnails

«

»

23 COMMENTS

  • sramos

    Olá,
    Eu tenho um filhote de 8 anos e sempre o levei às compras comigo e nunca tive problemas com exigências da parte dele. Quando pede alguma coisa vejo se é de dar ou não, se for não sempre lhe expliquei o porquê de não dar.
    O engraçado é que ele fica escandalizado quando vê miúdos a fazerem birras só porque querem alguma coisa.

    Continua com o bom trabalho

  • Célia

    Eu tenho dois filhos, um rapaz com 12 e uma menina com 7 anos, e sempre os levei às compras comigo. Quando me pedem alguma coisa, seja bolachas ou cereais, procuramos sempre a marca branca desse mesmo produto e eu mostro-lhes a diferença no preço entre os produtos e faço-lhes ver que o que está no interior é exactamente a mesma coisa, o sabor pode variar um pouco, mas continua a ser bom e delicioso e mais barato! Também sou da opinião que se deve incutir desde pequeninos a poupança! Aproveito para lhe dizer que graças a si tenho feito muitas arrumações inteligentes lá por casa, lol. Obrigada!

  • Ana

    Olá
    Tenho filhos e nunca tive problemas em ir ao supermercado com eles. Nunca fizeram uma birra por quererem isto ou aquilo. Desde pequenos que foram educados a saber que não se pode ter tudo o que desejam e, apesar de darem a opinião, no final quem decide o que comprar é a mãe.

    bj

  • tania a.

    Olá, já há algum tempo que não comento, mas hoje, porque sou mãe de uma criança de 3 anos, acho importante deixar um pequeno comentário.
    Sempre fui com o meu filho às compras, e sempre deixei claro o que ia ou não trazer. Aguentei algumas birras, umas bem feias com direito a deitar-se no chão, seguido de umas palmadas, porque queria trazer umas guloseimas e eu entendi que não.
    Ao longo dos corredores fazemos jogos em que lhe pergunto o que é aquilo, ou é ele que me pergunta, e sempre que vou buscar uma coisa digo-lhe se custa muitas moedas ou não.
    Neste momento, já nem o levo pela mão dentro do hiper, é ele que vai buscar os produtos às prateleiras (quando lá chega) e na altura dos cereais dou-lhe a escolher entre 2 tipos diferentes mas de marca branca. E já não há birra. Na parte dos brinquedos… nem lá pomos os pés:)

  • Teresa Duarte

    A minha tem 4 anos, mas não lhe dou tudo o que quer, obrigo-a a fazer escolhas porque é caro e a mãe não tem dinheiro para os 2 artigos, já lhe vou falando em juntar no mealheiro para depois ir comprar….. Mas evito leva-la às compras, porque ou estou com atenção ao que estou a fazer e às contas por litro ou kg ou estou com atenção por onde ela anda…

  • CRIS BENTO

    Olá Mónica. Tenho 3 filhos, um já é crescido e já sabe, mas os outros são pequenos (12 e 8 anos), sempre tentei que não lhes faltasse nada essencial, e como vão muitas vezes comigo às compras, explico-lhes, o porquê das minhas opções , e eles também se preocupam com isso, quando me ajudam a fazer a lista de compras. Mas quando se começou a falar do OE 2013, e dos cortes, um dia quando os fui buscar à escola, dei com a minha pequenina (8 anos) a chorar no banco de trás, e quando lhe perguntei se tinha acontecido algo errado , ela disse-me entre soluços, que tinha medo que ficassemos sem dinheiro. Respondi-lhe que não se preocupasse , porque, pelo menos para a comida deles, nunca irá faltar. É revoltante que crianças tão pequenas, que são voluntárias nos peditórios do Banco Alimentar, juntam roupas e brinquedos em bom estado, para ajudar quem mais precisa,se preocupem com as consequências das atitudes de gente sem escrupulos.É difícil esconder a realidade e fingir que está tudo bem, porque elas percebem. Elas apenas têm idade para brincar, estudar, aprender a ser solidárias, e serem muitos felizes. bjs

  • Oi… a minha filha (tem 13 anos) implicou que só bebe leite com chocolate mimosa (mimos da minha mãe) e que só come manhãzitos mesmo da marca, donuts e etc… já lhe tentei comprar da marca branca e não come… ora pois não come, comesse. Quando a fome aperta… agora já deixei os leites de pacote e faço eu em casa, com chocolate em pó da marca continente e ela diz que até é bom. Bolachas igualmente… se eu lhe fosse fazer as vontades todas… 🙂 bjs

    • marisa

      E desde quando é que leite com chocolate e bolachas e bolos fazem parte de uma alimentação adequada para crianças? Será que aqui ninguem olha para os ingredientes da comida que dão as crianças? pode ser qualquer coisa desde q seja barato? Pão com manteiga e uma peça de fruta é barato e muito mais saudável. Parem de dar lixo alimentar aos vossos filhos!

  • Sara

    Bem as minhas filhas só têm (quase) 2 e 5 anos. À mais velha já lhe explico que está tudo muito caro e que não pode ter tudo. Mas a nível de supermercado não é muito complicado: elas só bebem leite branco – não gostam dos achocolatados; bolachas tb são das simples tipo Maria, Torradas, Água e Sal; cereais tb não ligam muito e sumos só entram lá em casa em dia de festa! A loucura delas são os quejinhos tipo vaca que ri e assim! Quando vou com elas deixo-as escolher 1 ou no máximo 2 coisas – para as duas! Além disso ainda não têm noção das marcas, por isso posso escolher eu. Só na papa da pequenina é que não tenho escolha: é sempre Cerelac. Já experimentei o equivalente em outras marcas e nota-se bastante diferença ao nível do sabor e textura… pelo menos a suficiente para ela rejeitar a papa. Mas sem dúvida, acho que devemos explicar o estado do País, mas sem stressar as crianças e sem colocar demasiada pressão em cima delas. Afinal elas são apenas crianças, e não têm culpa nenhuma daquilo que se anda a passar!

  • Leonor Alves

    Eu não tenho filhos, mas tenho um enteado, ontem quis que ele fosse comigo ao supermercado para me ajudar a escolher as bolhas que mais goste. No entanto como felizmente existem as marcas económicas, ele quando agarrava num pacote de bolachas de marca, eu explicava que deveria ver se encontrava igual mas da marca do supermercado. Assim sem esforços, sem falinhas mansas.. percebeu tudo e escolheu apenas bolachas da marca do supermercado. Pouco depois estava a escolher comigo as coisas pela marca de supermercado. Claro que tudo isto, foi depois de jantar, para assim não haver tentações para coisas extra!

  • Joana

    A sala do meu filho foi em visita de estudo ao Continente.

  • Marisa

    Bom dia, sim já faço isso há algum tempo, como ainda por cima o meu marido recentemente ficou desempregado temos mesmo que poupar, deixámos de comprar aqueles iogurtes que o meu filho tanto achava graça e que também faziam mal como os smarties e uns que há com bolinhas de chocolate. Hoje em dia compramos mais fruta e iogurtes só daqueles de aromas e fazemos muitas vezes em casa gelatinas sempre compensa mais.
    bjs

  • raquel

    O meu filho mais velho já sabe. há certas guloseimas que só trazemos se houver promoção!
    de resto dou-lhe hipótese de escolher as bolachas, os cereais, td o que for para ele mas delimito uma área, a das marcas brancas, onde pode escolher o que quiser, mas sempre com o meu olho em cima
    Lógico que tenta sempre trazer de marca, mas ou é assim ou não é!
    dou-lhe sempre a cantiga de que as coisas estão mt caras e temos de comprar para ele e para o irmão (18 meses). muitas vezes ele próprio escolhe de forma a dar para os dois.
    Tirando o que é para os lanches e pequenos almoços apenas pode trazer 1 coisa ao gosto dele.

  • DCosta

    Boa Tarde,
    Acho sem dúvida consciencializar moderamente as crianças para a realidade económica do agregado familiar. Os meus pais sempre o fizeram comigo e com o meu irmão e acho que assim nos transmitiram uma ferramenta de extrema utilidade: saber economizar.
    No entanto, levar as crianças às compras pode tornar-se complicado, devido às situações a que todos certamente já assistimos, fazemos as compras on-line ou indo apenas um ficando o outro com o filhote, ou então aproveitamos quando ele ainda está na escola.
    Cumprimentos.

  • Nessie

    A minha filhota anda é pequenina, vai fazer 4 anos daui a 3 semanas, mas vai às compras connosco desde que nasceu. nunca tive problemas nisso, antes de sair de casa aviso-a do que vamos fazer, e digo-lhe aquilo que espero dela. Por norma corre bem. Ela gosta muito de riscar os ítems da lista de compras, e costumo promover a matemática dela com os preços, vejo um preço, e ela tem que encontrar um mais pequenino (ex. mostro-lhe cereais da Kellog's, e ela mostra-me iguais de marca branca). Ela já sabe que tudo custa dinheiro, e já percebeu que ao ver bem os preços, se pode trazer mais por menos. Claro que os bonecos das embalagens de marca são mais apelativos, mas ao fazer contas já sabe que, por exemplo, com o mesmo dinheiro traz 2 pacotes de bolaca Maria de marca branca, mas que se for com os bonecos dos desenhos animados, só pode trazer um!
    É claro que volta e meia se deslumbra com marcas, mas também ainda é pequenina! 😉

    Beijinhos

  • Tânia

    Olá Mónica, sou "nova" por aqui, mas estou a adorar 🙂
    Tenho um filhote de 5 anos que já vai percebendo que não é só pôr as comprinhas no carro.. Quando me pede algo , mostro lhe a alternativa (marca branca) e já é ele próprio a comparar os números e a dizer que leva aquele porque custa menos "EROS" como ele diz..
    Acho que é bom eles irem percebendo desde pequeninos!!

  • Elisabete Duarte

    Sem dúvida Mónica. O meu tem 5 anos e já sabe que o que pudermos comprar de outras marcas que não a que ele mais gosta. Às vezes ainda tenta mas normalmente aceita a nossa explicação. Beijinhos.

  • Sílvia

    Olá Mónica!! Queria só perguntar se compras a revista "Sabe Bem" do Pingo Doce e se compensa os descontos que traz! Beijinhos

    • Monica Dona de Casa

      Silvia,

      É o meu pai que me oferece.
      Gosto dos descontos (embora ofereça muitos deles) mas gosto mais das receitas. São muito boas.

      Bj.

      M.

  • Sandra M.

    Olá Mónica vi o livro e estou fã do blog, sou organizada, mas a Mónica faz disso uma ciência. Relativamente ao post, desde sempre que levo os meus filhos às compras e ensino-os a consultar o preço por Kg e à unidade. Além disso, consultamos os rótulos para fazer a escolha mais saudável. As crianças são muito sensíveis e atentas a tudo o q as rodeia e cabe-nos a nós, pais e educadores, alertá-los p a realidade do momento que atravessamos.

  • Sandra

    Olá Mónica,
    os meus filhos já estão crescidos, mas mesmo em criança nunca fizeram birras nem exigiram esta ou aquela marca. Foram sempre habituados a marcas brancas. Foram também habituados a ver os rótulos e lerem os ingredientes: mais de 2 E o produto ficava na prateleira.
    Agora já estão ensinados a ver os preços pequeninos dos letreiros, os preços do litro ou do kg, pois são esses que realmente importam. E quando há duvidas, temos sempre a calculadora 🙂
    Bjs

  • Andreia

    Ola Monica!
    Eu moro no estrangeiro e compro comida de marca branca, carne e produtos de limpeza. As unicas coisas que compro de marca as pastilhas da maquina de lavar, o detergente e amaciador para a roupa pois o meu filho e alergico. Os meus 3 filhos vao de vez em quando as compras comigo e sempre dou umas pequenas moedas para os 3 para eles gastarem como quiserem. Muitas das vezes compro coisas com 50 % da marca branca pois o prazo esta proximo e assim poupo mais. Os meus filhos sabem que tem que se poupar, marcas so quando esta em promocao.

  • Desesperada

    Tenho um filhote de 3 anos que adora ir ás compras. Mas até parece que é filho da Mónica. Se lhe disser que vou ao supermercado ele fica todos contente, se lhe disser que vamos comprar roupa já não quer ir!!! Mas ainda não tive em o levar. Alias cá em casa fazemos assim. O dinheiro é para comprar a comida, o champo, o papel higienico… Então primeiro vamos pagar a comida, se sobrar dinheiro a mãe compra, se não quando a mãe tiver dinheiro vai comprar! O mais engraçado é que ele acata esta informação e ainda não tive problemas. Mas repito AINDA…. ele só tem 3 anos.

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *