Já mencionei neste post que ando muito desapegada das coisas. Que ando a tornar-me um pouco minimalista (estou ainda longe), mas estou a aproveitar o pouco que tenho e estou a ver que não me faz falta o que tenho “despachado”.

Vou começar agora uma serie de posts, para vos mostrar o que tenho mudado na minha vida. Pode ser que vos inspire a fazer o mesmo. Less is more!

1º A carteira!

É um acumular de tralha.

Tudo menos dinheiro.

A dimensão da carteira também conta. Não tenha uma carteira do tamanho de uma bolsa de mão. Quanto maior for, mais tralha coloca lá dentro.

 – Cartões:

Bancários tenho o multibanco e o cartão refeição.

Tenho cartões dos supermercados que vou.

Depois tenho cartões que não sei como foram parar às minhas mãos, como o da Loja Douglas, por exemplo. Não me lembro de ter lá ido.

Tenho o da Norauto de uma vez que fui comprar uma bateria para o carro do meu pai (impingiram-me o cartão e agora não preciso dele).

E ainda estou a decidir o que fazer com o da Makro e da Staples (não vou com a frequência que ia), para quê guardar?

Tenho os documentos de identificação (cartão de cidadão, carta de condução), o do emprego porque são mesmo necessários, e tenho o das farmácias, porque dá-me jeito os pontos. O do ginásio tenho-o no bolsa do saco do ginásio, não o guardo na carteira.

– Fotografias

Não transforme a sua carteira num álbum fotográfico. Precisa mesmo de ter 10 fotografias dos seus filhos para se lembrar deles?

Eu tenho uma da minha mãe, do meu pai e do meu Simão 🙂 (A do Simão foi tirada em Moledo do Minho, na primeira vez que ele viu a praia. A expressão dele foi maravilhosa).

 – Talões de supermercado

Tome nota na agenda da despesa que fez e guarde só aquele talão de algum produto que precise mesmo de trocar. Os que servem de garantia, guarde numa pasta junto com as instruções. Não se esqueça de tirar uma fotocópia dos talões que servem de garantia, porque com o tempo a tinha desses talões desaparece. É um conselho de amiga.

– Talões do multibanco

Guarde-os até conferir o extracto bancário. Depois mande-os fora. Os de pagamento, agrafe à factura e guarde no arquivo.

– Cartões de Visita

Precisa mesmo de ter 20 cartões de visita na carteira? Principalmente aquele que colocaram na sua caixa de correio? Que tal escrever na agenda telefónica ou mesmo gravar no telemóvel os contactos úteis e o resto colocar na reciclagem?

– Talões do Euromilhões

Esta é mesmo uma indirecta para mim, já que guardo os talões durante imenso tempo, mesmo os que dizem SEM PRÉMIO

– Dinheiro

Em relação ao dinheiro, ande sempre com pouco, mas o suficiente para uma emergência, como táxi ou para alguma comida para o caso de ter fome. Por vezes é complicado encontrar um multibanco perto. Para terem uma ideia, ao pé de minha casa, fecharam dois balcões.

Eu ainda ando com as minhas divisórias do sistema de envelopes na carteira, mas como tenho sempre tão pouco para cada categoria, não faz muita diferença.

E com isto tudo, com certeza que tem a carteira muito mais leve.

Related Posts with Thumbnails